Produtores ruais organizam ações contra assaltos e roubos

FAEP


A insegurança e o medo da violência são antigos companheiros dos produtores rurais paranaenses. As ocorrências de crimes contra o patrimônio em cidades do interior vêm aumentando nos últimos meses. Para combater a criminalidade, entidades se organizam para definir ações. Em janeiro, o presidente do Sindicato Rural de Rondon (região de Cianorte), Irimal Basso, convocou produtores e lideranças rurais da região para debater a criação de uma guarda municipal na cidade com objetivo de combater os crimes no campo.

Na Lapa (Região Metropolitana de Curitiba), o presidente do Sindicato Rural, Eliseu Francisco Weinhardt, conta que encaminhou um projeto ao comando da Polícia Militar (PM) do Paraná, para que a 1ª Companhia da PM, que atua no município, seja elevada à categoria de batalhão, para assim contar com maior efetivo. Paralelamente, o sindicato e a comunidade levantaram fundos para a compra de equipamentos para a polícia.

Uma das ocorrências que vem se sobressaindo é o roubo de gado. Na maioria dos casos esse tipo de crime ocorre à noite, com a invasão da propriedade e, geralmente, conta com a ajuda de “olheiros”, pessoas que informam os criminosos onde está o gado, qual o melhor momento para o roubo e outras informações estratégicas.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo da FAEP.

 

Previous ArticleNext Article