Governo Federal cria manual de trabalho para frigoríficos durante coronavírus

Jorge de Sousa

JBS deve investir R$ 800 milhões em abatedouros de frangos no Paraná

Para orientar os frigoríficos de carnes de todo Brasil, o Governo Federal criou um manual de trabalho com recomendações de como prevenir o coronavírus nesses locais.

O documento é assinado pelos Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Economia e Saúde e tem por objetivo manter os empregos e o abastecimento alimentar no país.

Ao todo são 70 medidas divididas em diversos tópicos como práticas de boa higiene e conduta, cuidados nas refeições e no vestiário, transporte de trabalhadores fornecido pelo empregador, máscaras de proteção facial, entre outros.

O manual ainda recomenda que os frigoríficos devem identificar e afastar trabalhadores com suspeita ou com confirmação da doença, além de manter distanciamento de dois metros entre os funcionários e proibição no compartilhamento de copos, pratos e talheres não higienizados.

“São procedimentos tecnicamente corretos para serem seguidos e respeitados pelos frigoríficos para garantir que as atividades sejam executadas com segurança”, explica o secretário de Defesa Agropecuária, José Guilherme Leal.

O Paraná já enfrentou um caso de contaminação dentro de um frigorífico, com a sede da empresa GTFoods em Paranavaí, região noroeste do estado.

Na última semana o MPT (Ministério Público do Trabalho) e a GTFoods assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta para evitar novos casos de contaminação pelo coronavírus dentro da empresa, que já havia paralisado suas atividades entre os dias 9 e 22 de abril.

Previous ArticleNext Article