Justiça interdita frigorífico por falta de licenças ambientais e más condições de funcionamento

Redação


O Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Cornélio Procópio, no Norte-Pioneiro do estado, determinou a suspensão das atividades de um frigorífico do município, em função de uma série de irregularidades. A decisão atende ação civil pública ajuizada pela 3 ª Promotoria de Justiça da Comarca.

De acordo com as investigações do Ministério Público do Paraná, a empresa vem descumprindo as regras sanitárias e ambientais necessárias ao seu regular funcionamento. A ação foi proposta pela Promotoria após o frigorífico desrespeitar termo de ajuste de conduta firmado com órgãos do município. Além disso, o MPPR constatou que o frigorífico não providenciou a atualização das licenças ambiental e sanitária.

A Justiça determinou a interdição do local até que sejam cumpridas todas as exigências relacionadas na ação civil, incluindo apresentação de relatório favorável do Serviço de Inspeção Municipal, do IAP e da Força Verde. A multa diária para descumprimento é de R$ 1 mil.

**Do MPPR**

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="569081" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]