Justiça autoriza retorno de 146 funcionários em frigorífico que teve surto de Covid-19

Redação

avenorte frigorífico funcionários covid-19

A Justiça do Trabalho do Paraná autorizou nesta quarta-feira (24) que 146 funcionários da Avenorte Avícola, empresa de Cianorte, na região noroeste do Paraná, voltem ao trabalho. A decisão acontece dois dias depois das atividades presenciais terem sido suspensas por 14 dias em razão de um surto de Covid-19 na empresa. Entre os dias 19 de maio e 9 de junho, 193 trabalhadores foram diagnosticados com o novo coronavírus.

O juiz Rodrigo da Costa Clazer, o mesmo que acatou a ação do MPT (Ministério Público do Trabalho) e determinou a paralisação da empresa, disse que o retorno de poucos colaboradores facilita a realização dos testes em todos os funcionários. Vale lembrar que a empresa tem mais de 3 mil empregados.

“O Ministério Público do Trabalho concordou com a manutenção de alguns postos mínimos de trabalho (…) Entendo razoável a autorização de alguns trabalhadores para (…) segurança e conservação da própria empresa”, disse o magistrado no despacho.

A decisão define o número de funcionários por área e determina que todos os colaboradores devem ser testados previamente, além da exigência que todos mantenham distância de dois metros na empresa.

A autorização já tinha sido divulgada, em nota, pela Avenorte. A empresa afirmou que iria comunicar os funcionários escolhidos para o retorno e que continua organizando os recursos cabíveis para a retomada integral das atividades.

A Avenorte Group informa que mantém o respeito a decisão liminar proferida, porém, no dia de hoje houve nova decisão judicial autorizando o trabalho de alguns colaboradores em áreas específicas essenciais, os quais serão comunicados para o retorno. A empresa continua manejando os recursos cabíveis para o retorno integral de suas atividades”, publicou a Avenorte no Facebook.

⚠️ COMUNICADO ⚠️ #avenortegroup 👇 A Avenorte Group informa que mantém o respeito a decisão liminar proferida…

Publicado por Avenorte em Quarta-feira, 24 de junho de 2020

AVENORTE É O SEGUNDO FRIGORÍFICO A TER SURTO DE COVID-19 NO PARANÁ

No mês de abril, a unidade da GTFoods em Paranavaí, também na região noroeste do Paraná, ficou paralisada por 14 dias após decisão do Ministério Público do Trabalho.

Ao final dos 14 dias de paralisação, a GTFoods foi liberada para reabrir a planta após cumprir diversas medidas para garantir a segurança de seus funcionários.

Entre elas a utilização de um limite de pessoas para cada ambiente da empresa, uso de máscaras separadas para cada localidade, medição de temperatura na entrada e saída e também construiu dois restaurantes de campanha para os funcionários.

Com as recomendações cumpridas, GTFoods e o Ministério Público do Trabalho assinaram no dia 5 de maio um Termo de Ajustamento de Conduta para demonstrar que a empresa está adotando as medidas necessárias para evitar uma nova propagação do coronavírus.

Previous ArticleNext Article