Comissão de cafeicultura busca novos integrantes

FAEP

Entre os dias 23 e 24 de abril, integrantes e técnicos da Comissão Técnica de Cafeicultura da FAEP estiveram na região do Norte Pioneiro, visitando sindicatos rurais com objetivo de mobilizar produtores para participar da comissão e, assim, fortalecer a cadeia produtiva no Estado. Foram realizadas reuniões em quatro cidades: Apucarana, Jandaia do Sul, Joaquim Távora e Carlópolis.

Em cada encontro, o presidente da Comissão, Walter Lima, conversou com os produtores locais, conclamando a participação ativa das discussões sobre a cafeicultura no Estado. “Os cafeicultores desses municípios precisam saber que a Comissão é um fórum de discussão onde temos condições de direcionar as necessidades do produtor”, afirmou.

Os membros da Comissão de Cafeicultura da FAEP devem ser indicados pelos sindicatos rurais. Por isso, este roteiro de sensibilização é importante para que os representantes encaminhem as demandas reais do setor, que desta forma poderão ser encampados pela Federação.

“Para fortalecer essa cadeia produtiva, o primeiro ponto é entender que podemos discutir as necessidades dos cafeicultores paranaenses para trabalhar junto ao governo do Estado, ou entidades, para buscar soluções”, afirma Lima. Desta forma, os encontros foram importantes para trazer novos produtores para as discussões da Comissão.


Para o presidente do Sindicato Rural de Jandaia do Sul, Juraci Marconi, o evento alcançou seus objetivos. “Teve bastante gente, o pessoal gostou muito. Agora eu tenho que indicar duas pessoas para participar da Comissão da FAEP”, disse. Segundo o dirigente, os produtores também devem assumir sua responsabilidade neste processo. “A gestão pública está saindo dos negócios. Então, quem tem que correr atrás são os produtores, que precisam se reunir em grupos para ter força”, sugere.

Opinião semelhante tem a engenheira agrônoma do Sistema FAEP/SENAR-PR Jéssica D’Angelo, que acompanhou os eventos. “Como a produção está concentrada em pequenas propriedades, é importante formar grupos, associações para viabilizar a produção. É preciso união para que essa cultura possa ser viável e ocupar o lugar de destaque que merece”, avalia.

Produtores que quiserem fazer parte da Comissão Técnica de Cafeicultura da FAEP precisam procurar o sindicato rural da sua cidade para conhecer como funciona o processo de indicação.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo.

Post anteriorPróximo post