Controle de formigas cortadeiras exige atenção redobrada nessa época do ano

FAEP


Com a chegada da primavera, tem início uma fase singular na vida das formigas cortadeiras. É nesta época que machos e fêmeas férteis realizam a revoada para o acasalamento. Após este voo, cada fêmea fecundada inicia um novo formigueiro do qual será a rainha. Cerca de 60 dias após a cópula nascem as primeiras operárias
deste novo reinado.

A história poderia acabar por aqui se não fosse por um detalhe. Para se alimentar, as formigas cortadeiras (como a saúva, por exemplo) consomem uma grande quantidade de matéria vegetal, podendo causar sérios danos econômicos à atividade agropecuária, se não forem controladas.

Atento a este fato, o Sindicato Rural de Paranavaí iniciou, em julho deste ano, a campanha “Manejo e Controle de Formigas Cortadeiras”, com a participação de entidades como Sistema FAEP/SENAR-PR, Emater, Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). O objetivo é informar os produtores para atuarem com intensidade neste momento de reprodução dos insetos para evitar maiores dores de cabeça no futuro. Para orientar os participantes, o Sindicato promoveu uma palestra com a bióloga e doutora em entomologia (área da ciência que estuda os insetos), Mariane Aparecida Nickele.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="554505" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]