FAEP pede mudanças na política de financiamentos de armazéns

FAEP

A FAEP solicitou providências para melhorar a estrutura de armazéns, fundamentais para o sucesso do agronegócio. Por meio de três ofícios encaminhados aos Ministérios da Fazenda, Agricultura e Meio Ambiente, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e outros órgãos responsáveis pela política nacional de armazenagem, a entidade paranaense pede mais recursos, providências a instituições financeiras para agilizar empréstimos e a inclusão dos armazéns usados na política de financiamento.

O primeiro ofício ressalta a necessidade de ampliar a capacidade estática, para que o parque de armazenagem do país seja melhorado. Para isso, é preciso a intervenção para que o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2018/19 contemple, no Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), o financiamento de armazéns usados. Este documento foi enviado ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, ao ministro da Fazenda, Eduardo Refinetti Guardia, e ao secretário-adjunto de Política Agrícola e Meio Ambiente, Ivandré Montiel da Silva.

Já o outro documento solicita ao BNDES que verifique junto aos agentes financeiros os empecilhos para operacionalizar o Programa BNDES Agro. Desde o dia 4 de abril, o Banco divulgou circular comunicando aos agentes financeiros sobre a criação desse Programa, que tem o objetivo de aumentar a capacidade de armazenagem das agroindústrias de carnes, leite, açúcar e trigo e aquisição
de pulverizadores aéreos para uso na atividade de produção agrícola e florestal.

Apesar disso, a FAEP realizou contato com algumas instituições que tradicionalmente financiam o agronegócio paranaense e obteve a informação de que um deles estava fazendo ajustes para ofertar a referida linha de crédito. O ofício foi encaminhado ao presidente do BNDES, Dyogo Henrique de Oliveira, e ao superintendente da Área de Operações e Canais Digitais da entidade financeira, Marcelo Porteiro Cardoso.


Ainda, em outro documento, o pedido da FAEP, em caráter de urgência, pede a suplementação da dotação orçamentária de recursos equalizáveis para o Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA). A medida visa atender os produtores rurais e as cooperativas de produção com a reabertura do prazo para os agentes financeiros protocolarem os pedidos de financiamento no BNDES para operações de investimento no âmbito do programa.

Este último documento foi enviado para o ministro do Mapa, Blairo Maggi, o secretário de Política Agrícola do Mapa, Wilson Vaz de Araújo, o ministro da Fazenda, Eduardo Refinetti Guardia, e secretário-adjunto de Política Agrícola e Meio Ambiente, Ivandré Montiel da Silva.

Leia mais notícias no Boletim Informativo.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook