Paraná avança para ter certificado de área livre de febre aftosa sem vacinação

Francielly Azevedo

O Paraná encaminhou um ofício ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento,, com o compromisso de implementar ações para receber a certificação internacional de área livre de febre aftosa sem vacinação. O documento salienta que o Estado está disposto a cumprir as medidas apontadas em uma auditoria realizada em janeiro deste ano pelo Departamento de Saúde Animal (DSA), do Ministério da Agricultura, no Serviço Veterinário Estadual.

Uma nova auditoria deve ser realizada em setembro para verificar como o Estado tem cumprido os requisitos previstos no Programa Nacional de Erradicação de Febre Aftosa (Pnefa). A proposta do estado é deixar de vacinar o rebanho em maio de 2019.

MAIOR PRODUTOR

O Estado é o maior produtor de proteína animal do Brasil, com uma produção de R$ 5,1 milhões toneladas de aves, suínos e bovinos. O reconhecimento internacional de área livre da doença sem a vacina deve impulsionar essa cadeia, abrindo novos mercados de exportação para a carne paranaense.


**Com informações da AEN**

Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Repórter do Paraná Portal e Rádio CBN. Tem passagens pela TV éParaná, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook