Agronegócio
Compartilhar

Exportação de carne bovina em março no Brasil passa das 300 mil toneladas

As exportações totais de carne bovina no mês de março voltaram a superar 200 mil toneladas e são recorde para o mês

Redação - 15 de abril de 2022, 17:04

Pixabay
Pixabay

As exportações totais de carne bovina no mês de março (somados os produtos in natura e processados) voltaram a superar 200 mil toneladas e são recorde para o mês, informou a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), com base nos dados compilados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Decex), do Ministério da Economia. A receita também foi recorde para o mês, superando a US$ 1 bilhão.

Em março, segundo a entidade, o país movimentou 203.494 toneladas obtendo uma receita de US$ 1,124 bilhão. Isso significou um aumento de 28% no volume em relação a março de 2021, com suas 159.422 toneladas, e de 57% na receita, com US$ 713,7 milhões em março do ano passado. Além do crescimento das exportações, os preços médios do produto subiram de US$ 4.415 no ano passado para US$ 5.319, computando-se os primeiros três meses do ano, segundo a Abrafrigo.

No primeiro trimestre de 2022, as exportações de carne bovina já acumulam movimentação de 545.751 toneladas, quantidade 33% superior à registrada no primeiro trimestre de 2021, com 411.025 toneladas. A receita, no período, saltou de US$ 1,815 bilhão para US$ 2,903 bilhões, numa elevação de 60%.

A China continua liderando as importações, com um total de 188.236 toneladas nos primeiros três meses do ano (+ 30,6% em relação a 2021).  Na segunda posição vem os Estados Unidos, com 69.799 toneladas (+ 395%). O Egito está em terceiro lugar com o acumulado de 47.706 toneladas (+ 262%), enquanto que Hong Kong reduziu suas compras para 29.566 toneladas (-49%), ficando na quarta posição. No quinto lugar está o Chile, com 18.679 toneladas (+ 2,6%); em sexto Israel, com 14.663 toneladas (+ 44,4%); em sétimo os Emirados Árabes, com 13.011 toneladas. Na oitava posição vem as Filipinas, com 12.845 toneladas (-11,6%) e na nona posição está a Rússia, com 10.666 toneledas (+ 105%), no trimestre. No total, 96 países ampliaram suas importações no primeiro trimestre do ano, enquanto que 41 reduziram suas compras.

Quando somadas às vendas para a cidade estado de Hong Kong, as exportações de carne bovina para a China totalizaram 275,3 mil toneladas e US$ 1,658 bilhão, refletindo uma participação de 50,45% e 57,11%, respectivamente, em relação às exportações totais do primeiro trimestre do ano. As exportações de março ficaram abaixo apenas da movimentação registrada em setembro de 2021 (218.529 toneladas e receita de US$ 1,198 bilhão) e de agosto de 2021 (211.833 toneladas e receita de US$ 1,175 bilhão, informou a Abrafrigo.

LEIA MAIS: Brasil defenderá diálogo com Vladimir Putin no G20

Leia também:
Deral analisa impacto do reajuste do trigo no preço do pão francês
Agronegócio
Deral analisa impacto do reajuste do trigo no preço do pão francês

Redação

14 de abril de 2022, 11:42

Sorgo vira alternativa para alimentar gado leiteiro no inverno
Agronegócio
Sorgo vira alternativa para alimentar gado leiteiro no inverno

Redação

13 de abril de 2022, 09:45

Valor da Produção Agropecuária de 2022 deve chegar a R$ 1,227 trilhão
Agronegócio
Valor da Produção Agropecuária de 2022 deve chegar a R$ 1,227 trilhão

Redação

12 de abril de 2022, 11:59

« arraste para o lado »