“Se o mundo não aceitar explicações teremos um desastre” diz secretário da agricultura

Jordana Martinez


Cristina Seciuk/ CBNCuritiba

Maior exportador de carne do país, o Paraná está com a economia ameaçada após as reações do mercado externo geradas pela deflagração da operação Carne Fraca, da Polícia Federal. A avaliação é de Norberto Ortigara, secretário de estado da Agricultura.

“Tem o potencial de causar um grande impacto, um arraso na base da nossa economia paranaense que tem cerca de 35% da sua força calcada no campo, na roça e na agroindústria. Mais de 75% daquilo que o Paraná exporta, tem haver com a agricultura, com a agropecuária, com a agroindústria. As nossas exportações do agro no ano passado atingiram a marca de R$11 bilhões e 500 milhões de dólares”, afirmou.

Ortigara avalia que se houver suspensão na entrada da carne em mercados internacionais ou mesmo embargos de forma prolongada os impactos no agronegócio podem alcançar também a safra. O secretário defendeu que o papel do governo brasileiro agora é convencer os importadores de que o sistema de fiscalização e inspeção é confiável e que os problemas são pontuais.

Vamos pensar que o mundo não aceite as nossas explicações. Obviamente teremos um grande desastre na economia paranaense e brasileira”, avaliou.

Ainda segundo Norberto Ortigara, a PF fez bem em revelar as irregularidades, apesar disso, afirma que a Polícia Federal errou na maneira de divulgar as fraudes como se fossem generalizadas.

“Nós temos um consenso do conjunto de secretários de agricultura do Brasil: não estamos criticando a Polícia Federal, nem temos esse direito. Mas a divulgação de eventuais problemas tomou uma proporção maior do que o problema, e isso afeta a imagem. E é uma imagem que vem sendo construída há muitas décadas pelo Brasil”, explicou.

O Paraná é líder nacional na produção e exportação da carne de frango; é o terceiro maior criador de suínos do país e nono na produção de bovinos.

Até o momento União Européia, China e Chile já anunciaram restrições à importação de carne do Brasil. O Paraná exporta o produto para 150 países e teme um efeito dominó se medidas semelhantes forem adotadas por outros governos.

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="1132" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]