Pinhão fica mais caro no Paraná por causa de safra até 20% menor

Redação

pinhão, safra, preço, caro, paraná, 2020

Com safra menor, o preço do pinhão está mais caro em 2020 no Paraná. A colheita, venda, transporte e armazenamento estão autorizados desde 1º de abril, mas até agora quase não se encontra o pinhão no estado.

O cenário atual é diferente do que se observou no ano passado. O Deral (Departamento de Economia Rural) estima que a produção seja de 15% a 20% menor do que em 2019.

“Portanto, a tendência é confirmar a redução da produção nesta safra”, avaliou o técnico do Deral (Departamento de Economia Rural), Dirlei Antonio Manfio.

Como muitas sementes são vendidas diretamente aos consumidores, como na beira das estradas, por exemplo, é difícil estimar o volume da produção com precisão.

No ano passado, a safra de pinhão no Paraná rendeu aproximadamente 4,2 toneladas de sementes. O período de colheita permitido pelo IAT (Instituto Água e Terra) começa em abril e normalmente e estende até junho.

O Centro-Sul do Paraná reserva a maior quantidade de araucárias do estado. O núcleo regional de Guarapuava foi responsável por 37% de todo pinhão colhido no ano passado (1,5 tonelada).

PREÇO DO PINHÃO NO PARANÁ

Apesar da baixa produção, a qualidade da semente colhida no Paraná é boa, conforme o Deral.

O pinhão é vendido no Centro-Sul do Paraná a R$ 4,20 no campo. Ao consumidor final, no mercado varejista, o preço oscila de R$ 7,50 a R$ 8,50.

Previous ArticleNext Article