Novo sistema deve agilizar Cadastro Ambiental Rural

Mariana Ohde


Com informações da AEN

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e o Simepar apresentaram, nesta segunda-feira (4), o sistema GeoSicar, que deve agilizar a análise dos cadastros das propriedades rurais junto ao Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O sistema foi desenvolvido pelo IAP e Simepar. Segundo o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, o GeoSicar Paraná complementa as ferramentas do sistema Sicar fornecido pelo governo federal, que auxilia no planejamento ambiental e monitoramento da vegetação nativa, previsto pelo Novo Código Florestal.

O novo sistema do Paraná será interligado ao Sistema de Gestão Ambiental (SGA), utilizados atualmente pelo IAP para licenciamento e monitoramento ambiental.

“Ele permite que analisemos se há inconstância de dados em todos os cadastros do Sicar. Também proporciona uma análise específica da propriedade sobre as necessidades de reposição florestal e áreas de manancial”, explicou o presidente do IAP.

O GeoCicar Paraná libera a sobreposição de mapas, imagens de satélite e bases de dados com informações como hidrografia, topografia, declividade, unidades de conservação estaduais e federais, áreas indígenas, áreas prioritárias para conservação, áreas prioritárias para a recuperação, corredores de biodiversidades, bacias hidrográficas, regiões fitogeográficas e várias imagens de satélite com a cobertura florestal do estado em diferentes períodos (anos).

“O GeoSicar auxiliará o nosso trabalho de recomposição de matas ciliares e o produtor poderá projetar sua propriedade de acordo com suas culturas”, afirmou Mossato. No projeto estão previstos recursos para análise do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e para auxiliar no cadastramento de povos e comunidades tradicionais, como quilombolas, faxinais e indígenas.

Hoje, o Paraná possui 376 mil imóveis rurais cadastrados e cerca de 15 milhões de hectares, ou seja, 98,7% da área passível de cadastramento. “Com o número de propriedades rurais cadastradas no CAR é possível ter uma visão exata da situação das florestas do Paraná”, afirmou diretor do Serviço Florestal Brasileiro, Raimundo Deusdará Filho.

CAR

O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico obrigatório criado pelo Código Florestal (Lei nº 12.651/2012) e tem o objetivo de ajudar na identificação e na integração das informações, contribuindo para a regularização ambiental das propriedades rurais no país. O cadastramento no CAR deve ser feito por proprietários rurais até 31 dezembro de 2017.

O CAR e os sistemas complementares são ferramentas importantes para auxiliar no planejamento do imóvel rural e na recuperação de áreas degradadas. Através deles é possível fomentar a formação de corredores ecológicos e a conservação dos demais recursos naturais, contribuindo para a melhoria da qualidade ambiental.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal