Senado aprova criação do PIB Verde

Mariana Ohde


O Brasil vai ganhar um novo indicador:  o PIB Verde vai medir o patrimônio ecológico nacional. Ele deve ser divulgado anualmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), órgão responsável pelo cálculo do Produto Interno Bruto (PIB).

A medida é prevista no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2015, que foi aprovado nesta quarta-fera (20), no Senado. A matéria, agora, segue para a sanção presidencial.

De acordo com o relator do projeto, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), o objetivo do novo índice é permitir a avaliação da qualidade do desenvolvimento do Brasil a partir de aspectos da biodiversidade. “Hoje, você não tem como tratar a questão ambiental dissociada do desenvolvimento social. Você tem que ter desenvolvimento sustentável, ou seja, acompanhando e cumprindo todas as regras ambientais”.

Foto: Evandro Rodney / IEF
Foto: Evandro Rodney / IEF

O cálculo do PIB Verde, conforme o projeto do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), é inspirado em iniciativas nacionais e internacionais semelhantes, em especial o Índice de Riqueza Inclusiva (IRI), elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Isso deve assegurar a convergência com índices adotados em outros países e permitir a comparação, como ocorre com o PIB.

Segundo a proposta, a metodologia de cálculo do PIB Verde será discutira, ainda, com a sociedade e com instituições públicas, incluindo o Congresso Nacional.

 

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal