Programa da Unespar recupera nascentes em cinco municípios

Mariana Ohde

Rio

Nascentes de pequenas propriedades rurais têm sido recuperadas com a ajuda do programa Sanear, organizado pela Universidade Estadual do Paraná (Unespar).

Entre os municípios que são atendidos estão Iratema, Corumbataí do Sul, Barbosa Ferraz, Altamira do Paraná e Campina da Lagoa. O projeto é apoiado pelo Programa Universidade Sem Fronteiras, com investimento de cerca de R$ 83 mil.

A recuperação é realizada por meio de filtros de baixo custo, à base de carvão ativado. Eles são instalados na saída da nascente, com carvão, junto com uma tubulação. Os filtros são confeccionados e instalados nas propriedades que utilizam água das nascentes, a fim de criar um modelo com valor mais acessível para as propriedades.

O coordenador do projeto, professor Jefferson de Queiroz Crispim, explica que além de revitalizar o intuito é ensinar como cuidar de uma nascente. “Além da parte prática, procuramos capacitar os agricultores para que eles cuidem da nascente”.

Segundo o professor, as dificuldades em relação a saneamento básico são mais eminentes em zonas rurais carentes de diversas regiões do estado. Visando minimizar este problema é que nasceu a ideia do programa Sanear.

Com uma propriedade em Campina da Lagoa, o agricultor Osvaldo Prado teve uma nascente revitalizada em sua propriedade. “Achei muito bom o trabalho, eu fiquei muito satisfeito de ter feito a nascente de mina. É muito importante, porque a gente recebe a água dentro da propriedade, a água limpa sem sujeira”.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="5975" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]