Porto de Paranaguá é modelo no combate à Covid-19 no Estado

Redação


As medidas de contingência contra a Covid-19 adotadas no Porto de Paranaguá serão utilizadas como modelo nas divisas, fronteiras e aeroportos do Paraná. Desde março, houve 400 mil triagens no acesso ao cais e ao pátio de descarga de grãos.

Representantes da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) visitaram as instalações portuárias nesta sexta-feira (19) para conhecer os protocolos de entrada de trabalhadores portuários e caminhoneiros.

Já são 82 dias, desde o início do funcionamento das estruturas médicas contratadas pela Portos do Paraná. Diariamente são feitas cerca de 4,8 mil aferições de temperatura.

“Esse cuidado é fundamental para dar segurança aos trabalhadores que não podem parar. As equipes de saúde estão disponíveis 24 horas por dia, todos os dias da semana, para avaliar sintomas e fazer o encaminhamento necessário”, destaca o diretor-presidente da empresa pública, Luiz Fernando Garcia.

Além dos médicos e profissionais de enfermagem, foram instaladas tendas e comprados materiais de limpeza, equipamentos para higiene de mãos e calçados, além de contratado serviço de desinfecção diária dos prédios. Toda a estrutura será mantida até o final da pandemia.

De acordo com o diretor da Regional de Saúde, as medidas adotadas pela Portos do Paraná se destacam no Estado. “Aqui se criou um modelo ágil. O porto acumulou experiência bastante significativa e a dinâmica estabelecida já serve de modelo para outras regiões. Os médicos visitaram outras regiões de fronteiras e aeroportos e nenhuma delas se mostrou tão eficiente quanto a estrutura montada em Paranaguá”, afirma Abreu.

Ele adianta a intenção é que a pasta amplie a testagem dos caminhoneiros e trabalhadores do porto e intensifique as vacinações contra gripe para estes grupos.

Previous ArticleNext Article