Safra de grãos deve ser 12% menor neste ano

Lorena Pelanda


A colheita de grãos de verão será 12% menor neste ano no Paraná, em relação à safra anterior. Serão quase vinte milhões de toneladas colhidas. A redução se deve aos períodos de estiagem, chuvas excessivas e altas temperaturas ao longo do ciclo de desenvolvimento das principais culturas como soja, milho e feijão.

Segundo o economista do Deral, Marcelo Garrido, a previsão é que a segunda safra tenha volume total superior a 13 milhões de toneladas de grãos. Para ele, “Nós estamos tendo agora um plantio de segunda safra do milho e é a segunda cultura mais importante nessa fase porque é o maior volume e portanto, o produtor que perdeu na soja está vendo agora no milho uma tábua de salvação”.

Apesar da perda, os preços dos principais produtos permanecem bons para os produtores. “As lavouras que foram implantadas antes tiveram um impacto maior porque na época da seca e das temperaturas muito alta, ali nos meses de novembro e dezembro, pegou fases da cultura em que necessitava mais umidade numa fase da cultura em que estava sendo definida a parte produtiva da safra”.

Atualmente 42% da área plantada foi colhida. A tendência era de queda no preço da soja porque a produção foi grande no mercado externo, mas fatores econômicos, como relação China e Estados Unidos e a cotação do dólar, estão mantendo o valor da cotação atual do grão.

 

Previous ArticleNext Article
Lorena Pelanda
Coordenadora de jornalismo da rádio BandNews FM Curitiba
[post_explorer post_id="596873" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]