Safra de grãos do Paraná deve chegar a 40,6 milhões de toneladas

Redação

Recorde na safra 2020/2021 grãos

O Deral (Departamento de Economia Rural) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento divulgou nesta sexta-feira (29) que a safra de grãos do Paraná deve chegar a marca de 40,6 milhões de toneladas.

Esse número registra 13% de crescimento na safra de grãos em comparação ao registrado na safra 2018/2019, mesmo sob os efeitos da estiagem.

Somente no milho safrinha foi registrado uma queda de 1,6 milhão de toneladas em relação a expectativa inicial de 12,8 milhões de toneladas, traduzindo em cerca de R$ 1 bilhão de prejuízo ao setor.

“A estiagem pegou a planta em diversos estágios, desde o crescimento vegetativo, até o enchimento de grão. Precisamos esperar para ver o pleno efeito da seca, e não será surpresa se essa perda se aproximar dos 20% em relação ao que se imaginava no começo”, explicou o secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara.

Também foi registrada queda alta na produção de feijão, que caiu em torno de 39%, chegando a 270 mil toneladas. Esse número equivale a uma diminuição de 25% do colhido na safra 2018/2019.

Os produtores paranaense aguardam com incerteza o mercado externo, principalmente pela flutuação cambial devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“Os insumos para a próxima safra serão comprados em dólar. Então, as vendas dependem da relação cambial. Mas o dólar acima dos R$ 5,00, tem garantido a competitividade do produto brasileiro no mercado externo”, pontuou o economista do Deral, Marcelo Garrido.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="701350" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]