Safra de grãos do Paraná deve cair 6% da expectativa inicial após estiagem

Redação

Safra de grãos do Paraná deve cair 6% da expectativa inicial após estiagem

A safra de grãos 2020/2021 do Paraná deve fechar em 38,6 milhões de toneladas, número 6% abaixo das expectativas iniciais do Deral (Departamento de Economia Rural), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

Mesmo com uma área de 10,4 milhões de hectares – 3% superior ao ciclo anterior, problemas climáticos como estiagem e geadas atrapalharam o desenvolvimento de diversas culturas, em especial a soja, o milho e o feijão.

Um desses impactos foi o atraso na colheita da safra de soja, gerando atraso no plantio do milho segunda safra (safrinha) e queda na produção desse grão.

A safrinha do milho deve render 10,3 milhões de toneladas na colheita, redução de 4,4 milhões (30%) das estimativas iniciais do Deral. Essa quebra na produção também tem reflexos no preço desse grão no mercado, pressionando as margens para os produtores de proteína animal.

Atualmente a saca de 60 kg de milho está cotada em R$ 91,38, registrando alta de 127% em comparação ao mês de maio de 2020, quando a saca do grão estava com preço de R$ 40,21.

Devido a menor oferta, os produtores de proteína animal do Paraná devem novamente buscar na importação uma forma de conseguir o insumo. Somente nos primeiros cinco meses de 2021, foram importados pelo estado 530 mil toneladas desse grão, sendo que durante todo o ano passado desembarcaram 730 mil toneladas.

LEIA MAIS: Sistema Fiep lança projeto inovador para setor do vestuário

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="767056" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]