Transporte de animais recebe novas regras da Adapar no Paraná

Redação

Transporte de animais recebe novas regras da Adapar no Paraná

A Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) modificou as regras para o transporte de bovinos e bubalinos entre o Paraná com os estados do Acre, Rondônia, Amazonas e Mato Grosso.

As alterações foram realizadas para seguir o cronograma da obtenção da Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação junto da Organização Mundial de Saúde Animal.

Somente o estado de Santa Catarina tem esse selo de qualidade no Brasil, sendo que o Rio Grande do Sul também está na fase final de obtenção desse status junto do Paraná.

“Para as demais origens, é proibido o ingresso para todas as finalidades, exceto aqueles para abate imediato e estabelecimento de pré-embarque, casos em que a carga deve ser lacrada pelo Serviço Veterinário Oficial da origem”, explicou o gerente de Trânsito Agropecuário da Adapar, Muriel Moreschi.

Serão autorizados apenas a entrada das cargas animais pelos Postos de Fiscalização do Trânsito Agropecuário que sejam de ingresso no Paraná.

A mesma medida é válida para carnes que sejam suscetíveis a febre aftosa como os suínos, ovinos, caprinos e animais silvestres que sofram dessa condição.

Já os animais não suscetíveis a febre aftosa como aves, equinos, peixes e outros silvestres podem seguir entrando por qualquer Posto de Fiscalização do Trânsito Agropecuário.

Previous ArticleNext Article