áreas de restinga
Compartilhar

Governo anuncia reforço para o Seguro Rural e Trator Solidário

O governo do Paraná anunciou, nesta terça-feira (6), o aporte de R$ 12 milhões para o programa de Subvenção ao Prêmio de..

Mariana Ohde - 07 de fevereiro de 2018, 09:01

Foto: Jaelson Lucas / ANPr
Foto: Jaelson Lucas / ANPr

O governo do Paraná anunciou, nesta terça-feira (6), o aporte de R$ 12 milhões para o programa de Subvenção ao Prêmio de Seguro Rural (PSR) para o exercício de 2018. Os recursos serão utilizados para reduzir os custos dos produtores na contratação do seguro de 29 culturas. O anúncio foi feito pelo governador Beto Richa (PSDB) durante o Show Rural, em Cascavel.

Richa também entregou maquinários agrícolas aos produtores rurais que aderiram ao programa Trator Solidário. Neste ano, o Governo do Estado deve liberar 1.150 equipamentos por meio do programa, praticamente o dobro em relação a 2017. “Sabemos o valor do agronegócio para a formação da economia. Investimos na área e fortalecemos a cada ano as orientações técnicas para ampliar a produtividade da agricultura paranaense”, ressaltou.

Com o Seguro Rural, o Governo do Estado subsidia até 25% dos custos do prêmio para o agricultor – metade do seguro é custeado pelo Governo Federal e o restante pelo produtor. “Não tem Estado no Brasil com uma subvenção com as dimensões que são operadas no Paraná”, afirmou o governador.

O programa de Subvenção ao Prêmio de Seguro Rural completa dez anos em 2018. Com o valor anunciado nesta terça-feira, o total aplicado chega a R$ 50 milhões no Paraná, sendo que R$ 42 milhões foram investidos entre 2011 e 2018. As culturas que mais demandaram seguro em 2017 foram milho (segunda safra) e trigo, por serem de maior risco e custo financeiro para os produtores.

O secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, afirmou que os recursos liberados pelo governo nos últimos anos ampliam a base do seguro rural e estimulam a competitividade para que os agricultores tenham opões mais baratas.

“Entendemos que é necessário para o fortalecimento da agricultura proteger os empreendimentos, e com estes recursos completamos R$ 50 milhões no estímulo da ampliação da base do seguro rural”, disse.

Trator Solidário

Richa entregou a produtores rurais de Cascavel quatro tratores e duas colhedoras de grãos que serão utilizados na modernização de propriedades da região. Os maquinários, financiados pelo Governo do Estado com aportes do Banco do Brasil, têm preços até 20% abaixo dos praticados pelo mercado.

O programa é executado pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento em parceria com agentes financeiros como Banco do Brasil, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Sicredi, Cresol Baser e Fomento Paraná, que operam as linhas de crédito e da equivalência-produto.

Entre 2010 e 2017, foram entregues 5.125 tratores, 120 colhedoras e 60 pulverizadores aos agricultores familiares paranaenses. Somente no ano passado, foram repassados 582 tratores, 90 colhedoras e 31 pulverizadores. O investimento total foi de R$ 82 milhões em 2017, com recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) com amparo de equivalência em produtos feito pelo Governo do Estado.

A expectativa para este ano é financiar mil tratores, 50 colhedoras e até 100 pulverizadores. Todos os equipamentos são compatíveis com as atividades desenvolvidas nas pequenas propriedades, que exploram feijão, milho, avicultura, piscicultura, fruticultura e olericultura.

O Governo do Estado gerencia o programa, seleciona os agricultores e elabora os projetos técnicos para compra dos equipamentos, além de promover a integração dos agentes financeiros, fabricantes, concessionárias e produtores beneficiados. Por meio de chamamento público, o governo abre a livre concorrência no mercado, obtendo como resultado uma redução dos preços dos equipamentos.

Show Rural

A 30ª edição do Show Rural começou no domingo (04) e segue até esta sexta-feira (09). O evento, promovido pela Coopavel, é um dos maiores do mundo em transferência de tecnologias agrícolas. A previsão é que 250 mil pessoas circulem pela feira, que tem 530 expositores e previsão de negócios acima de R$ 1,5 bilhão.