Curitibano representa galeria brasileira no Seattle Art Fair

Com Metro JornalComeça nesta quinta (3) a Seattle Art Fair, evento internacional de arte que recebe, entre outros, os tr..

Guilherme Grandi - 03 de agosto de 2017, 00:01

Juan Parada cria camadas de desenhos na cerâmica vitrificada. [foto: divulgação]
Juan Parada cria camadas de desenhos na cerâmica vitrificada. [foto: divulgação]

Com Metro Jornal

Começa nesta quinta (3) a Seattle Art Fair, evento internacional de arte que recebe, entre outros, os trabalhos do curitibano Juan Parada e do holandês Frank Ammerlaan. Criada em 2015, a mostra é uma feira de arte moderna e contemporânea que acontece em Seattle e que, na edição deste ano, recebe 104 galerias do mundo inteiro, uma delas a SIM Galeria, de Curitiba.

Representando o Brasil, o artista Juan Parada comparece à feira levando 15 anos de experiência com a arte e a cerâmica como uma das mídias que mais utiliza para se expressar. Na mostra, o paranaense faz uso deste material para apresentar a progressão de formas orgânicas e geométricas que têm como base referências da natureza, da física e da biologia.

Resgatando o seu contexto histórico, Juan expõe cerâmicas vitrificadas com cores e brilhos marcantes que produz a partir de ferramentas digitais, passando por impressão em argila, até chegar ao estado físico.

Em entrevista ao Metro Jornal, o artista contou que começou a trabalhar com cerâmica em 2003 de forma independente. “O conceito é o desenho. Eu trabalho com o relevo da cerâmica, mas muitas vezes o material é camuflado, você não identifica o que é. Mas, às vezes, eu também evidencio o material, por que a cerâmica é algo que tem uma carga histórica e uma presença muito forte no inconsciente coletivo. Fui desenvolvendo e estudando e criei um método próprio de confeccionar esses painéis e relevos.”

Frank Ammerlaan, o outro artista que divide o espaço com Parada, desenvolve o seu trabalho com base em uma pesquisa sobre a materialidade do universo. Combinando várias técnicas e materiais, o holandês retrata fatores atmosféricos e místicos através de formas geométricas feitas precisamente de fio e bordado, com o intuito de expressar a mente humana sem limites, que tenta compreender o universo ao seu redor.

A Seattle Art Fair acontece entre quinta (3) e domingo (6).