Avatar

Ana Cláudia Freire

Jornalista - Chefe de Redação do Paraná Portal
governador ratinho jr faz anuncia medidas economia

Governador Ratinho Jr. anuncia pacote de socorro à economia do PR

O Governador do Paraná, Ratinho Jr., anunciou nessa sexta-feira (dia 27), várias medidas para socorrer a economia paranaense.

Segundo o governador, o foco é a manutenção dos empregos dos trabalhadores e a sobrevivência dos micro, pequenos e médios empresários.

Foi anunciado um pacote econômico de R$ 1 bilhão que irá contemplar também trabalhadores autônomos.

Dentro do pacote econômico anunciado, parte dos fundos será destinada para empresas que não demitirem, assim como anunciou há pouco o governo federal.

O prazo para pagamento do ICMS de 277 mil empresas foi prorrogado por três meses.

Ao mesmo tempo em que o governo estadual anunciava as medidas de socorro ao Estado, o governo federal também anunciava novas linhas de crédito e financiamentos para trabalhadores e empresários brasileiros.

Confira no vídeo o anúncio na íntegra

TRANSMISSÃO

Publicado por Governo do Estado do Paraná em Sexta-feira, 27 de março de 2020

coletiva governo anuncio socorro da economia

Governo Federal anuncia novas medidas para socorrer a economia

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, na manhã desta sexta-feira (27), em coletiva de imprensa, novas medidas emergenciais para socorrer a economia do país. O pacote é voltado para pequenas e médias empresas.

Para os anúncios das novas medidas, participaram da coletiva os presidentes do Banco Central, Roberto Campos Neto, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães e Presidente do BNDES, Gustavo Montezzano.

O presidente do Banco Central anunciou a criação de uma linha de crédito para que as empresas possam quintar suas folhas de pagamento. A medida só é valida para empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões.

O programa deve financiar dois meses de folha de pagamento e o valor é R$ 20 bilhões por mês. Mais de 1,4 milhões de empresas  devem ser beneficiadas pela medida. A empresa que aderir ao programa não poderá demitir funcionários.

Dentre outras medidas anunciadas pelo governo está a redução das taxas de juros  para todas as linhas de crédito da CAIXA. “Já oferecemos mais R$ 111 bilhões na semana passada e mais de R$ 20 bilhões já foram emprestados”, afirmou Roberto Campos Neto.

Além das taxas de juros, o juros do Cheque Especial foi reduzido para 2,09% e o rotativo do cartão de crédito, que até ontem era de 7,7%, caiu para 2,9% ao mês.

Com relação ao Financiamento Habitacional, o governo anunciou que mais de 80 mil famílias já solicitaram a suspensão do pagamento por dois meses. O presidente da CAIXA informou na coletiva que o prazo passa para três meses e que se a crise se intensificar, o prazo pode chegar até 6 meses.

Outros anúncios como o Pagamento Social de R$ 600, o chamado “Corona Voulcher” ainda precisa de aprovação do Senado Federal e de um Decreto do Governo para que a população possa efetivamente receber.

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem (26) o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa durante a crise provocada pela pandemia de coronavírus.

A votação no Senado Federal deve acontecer na próxima semana.

Uma outra linha de crédito para socorrer as Santas Casas do país também foi anunciada pela CAIXA.

Já o Banco Central anunciou a possibilidade de poder financiar bancos privados, além de medidas que possibilitem a compra de crédito direto por parte do Banco. As medidas necessitam da aprovação de uma PEC.

 

Bolsonaro faz pronunciamento contra isolamento no país

Bolsonaro e Mandetta não participam de coletiva; Governadores reagem duramente

Depois de discutir com os governadores do Rio de Janeiro, Wilson Witzel e João Doria, de São Paulo, o presidente Jair Bosonaro, juntamente o ministro Mandetta, fariam um nova coletiva sobre as ações do governo federal no combate à pandemia do coronavírus.

Há pouco o Palácio do Planalto cancelou a coletiva, com a presença do presidente e do ministro, sem explicar os motivos.

Quem falou com a imprensa sobre a crise política desencadeada na noite de ontem, foi Heitor Abreu, Subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil. Segundo ele, não há nenhuma nova diretriz do governo federal com relação ao combate do coronavírus. “Não há novas diretrizes sobre fechamentos de escolas e comércio no país”, afirmou.

A coletiva com os jornalistas foi rápida e com poucas perguntas.

Mais cedo, em uma reunião virtual com o governadores da região Sudeste, o presidente acusou os dois governadores, que são seus adversário políticos, de “fazer demagogia” com relação às medidas de isolamento tomadas nos estados.

Logo depois da reunião com os governadores o presidente se reuniu com o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

ENTIDADES SE MANIFESTAM CONTRA O PRESIDENTE

Desde o pronunciamento de ontem à noite (23), várias entidades classe ligadas ao setor da saúde se manifestaram contrárias ao presidente Jair Bolsonoro.

A  Sociedade Brasileira de Infectologia divulgou uma nota de esclarecimento logo após o pronunciamento. No documento, a SBI diz que ficou preocupada com o presidente ser contra o fechamento de escolas e se referir ao coronavírus como um resfriado.

“Tais mensagens podem dar a falsa impressão à população que as medidas de contenção social são inadequadas e que a COVID-19 é semelhante ao resfriado comum.”

Em carta aberta, Secretários Estaduais de Saúde do Brasil, informaram estar “estarrecidos” com o pronunciamento do presidente.

” Temos plena consciência de que o Brasil e o mundo irá enfrentar uma grave recessão econômica, aprofundamento das desigualdades sociais e empobrecimento. A economia, com trabalho, disciplina, organização e espírito público, se recuperará. Seremos solidários e trabalharemos sem descanso para permitir uma rápida recuperação da nossa economia. Mas é preciso que se entenda, vidas perdidas, não serão recuperadas jamais”.

GOVERNADORES SE REÚNEM NA TARDE DESTA QUARTA-FEIRA

O governador de São paulo, João Doria, informou há pouco em entrevista coletiva, que os 27 governadores de estado  concordaram em participar de uma reunião virtual, às 18h desta quarta-feira (25). Inicialmente a reunião tem previsão de duas horas e na pauta o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro, contra as recomendações dos órgãos de saúde e de seu próprio ministério, para o combate ao coronavírus.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), aliado do presidente até ontem, informou na manhã desta quarta-feira (25), seu rompimento com o presidente.

“Não tem mais diálogo com esse homem. As decisões do presidente da República não alcançarão o Estado de Goiás.  “Desta vez ele rompeu os limites”

RATINHO JR. DIZ QUE VAI MANTER AS DECISÕES DE ISOLAMENTO NO ESTADO

Mesmo sendo aliado de Jair Bolsonaro, o Governo do Paraná anunciou nesta quarta-feira (25) que irá manter o planejamento de contingência contra o coronavírus. Isso inclui o isolamento social e o fechamento dos comércios.

Na noite de ontem, Bolsonaro pediu aos governos estaduais e prefeituras que cessem o isolamento para pessoas com menos de 60 anos. “Nossa vida tem que continuar, os empregos devem ser mantidos, assim como os sustentos das famílias. Algumas autoridades devem abandonar o terreno de terra arrasada”, apontou o presidente no discurso em rede nacional.

Porém, o governador Carlos Massa Ratinho Junior decidiu seguir as orientações do Ministério da Saúde e continuar com o planejamento em relação à pandemia do coronavírus. Horas antes, o Governo do Paraná anunciou pacote social de R$ 400 milhões para ajudar famílias paranaenses.

NÓS FICAMOS EM CASA”, AFIRMA O PREFEITO RAFAEL GRECA

Rafael Greca afirmou que a Prefeitura de Curtiba segue as medidas repassadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em relação à pandemia de coronavírus. “Em repeito aos curitibanos, nós continuamos em casa”, disse Greca no final do pronunciamento.

Na noite de ontem, em pronunciamento em rede nacional, o presidente Jair Bolsonaro orientou os governadores e prefeitos do país para cessarem o isolamento social para pessoas com menos de 60 anos, indo contra o Ministério da Saúde.

“Nossa vida tem que continuar, os empregos devem ser mantidos, assim como os sustentos das famílias. Algumas autoridades devem abandonar o terreno de terra arrasada”, apontou o presidente no discurso em rede nacional.

outono e doenças de inverno

Outono quente e chuvoso favorece alergias e doenças respiratórias; Saiba como prevenir

O outono teve início na última sexta-feira (20) e com ele a temporada das alergias e doenças respiratórias. A estação é conhecida pelo agravamento de algumas doenças, mas é possível amenizar os impactos em nossa saúde tomando alguns cuidados diários.

Segundo o médico otorrinolaringologista e professor do curso de Medicina da Universidade Positivo, Dr. Vinícius Ribas Fonseca, todas as medidas que já estão sendo amplamente divulgadas para a contensão da pandemia do coronavírus, também ajudam a conter a circulação das doenças típicas de outono e inverno.

“Vale lembrar que esses vírus são sazonais  e circulantes. As orientações que estão sendo passadas pra tentar manter a pandemia sob controle já vão ajudar bastante a conter  as viroses comuns, os rinoviroses, a influenza e outros tipos de vírus que tem maior prevalência durante o outono e o inverno”, afirma o especialista.

Ainda segundo o médico, o regramento social (isolamento e quarentena), o ato de lavar as mãos com frequência, proteção das vias aéreas durante as tosses e espirros, além das orientações para evitar o contato das mãos com as mucosas de nariz e olhos, são extremamente importantes não só para prevenir a Covid-19, como também para as doenças típicas de outono.

Conforme  o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná), este será um outono com temperaturas relativamente altas, mas com bastante previsão de chuvas.

Segundo o meteorologista Reinaldo Kneib, o outono paranaense caracteriza-se pela grande variabilidade das chuvas, em sua maioria decorrentes da passagem de frentes frias: “Maio costuma ser mais chuvoso em comparação com abril e junho”, afirma.

A umidade favorece a proliferação de fungos nessa época do ano. Boa parte das alergias respiratórias estão relacionadas aos fungos e ácaros e por isso é necessário todo o cuidado na hora de retirar cobertas, mantas, cobertores e casacos que estão guardados há muito tempo. É importante fazer a lavagem e a limpeza desses itens antes de usá-los, bem como fazer em ambientes ventilados. A tendência é fechar portas e janelas durante dias mais chuvosos e frios, comportamento que deve ser evitado para conter a proliferação de fungos.

Ainda segundo o Simepar, a medida que o inverno se aproxima, as temperaturas diminuem progressivamente. A partir da segunda quinzena de abril, aumenta o risco climático de geadas. “A ocorrência de nevoeiros também é típica da estação, com intensidade e duração variando conforme o padrão de tempo predominante em cada região”, informa Kneib.

O Simepar informa ainda que ao longo dos próximos três meses devem ocorrer os chamados “veranicos” – períodos superiores a dez dias consecutivos sem chuvas.
Os veranicos ajudam na proliferação dos ácaros, que, em parte, são responsáveis pelas doenças alérgicas e respiratórias da estação. Vale a orientação, de nesse período de estiagem e tempo seco, procurar alternativas para umedecer o ambiente.

TENHO SINTOMAS, QUANDO IR AO MÉDICO? 

É possível que atravessemos os próximos meses com algum sintoma de gripe ou doença alérgica, nas vias respiratórias.

Conforme Dr. Vinícius é preciso levar em consideração o histórico clínico de cada paciente. É necessário fazer uma avaliação e uma relação entre o processo alérgico e o viral.

“Em geral, uma rinite ou uma alergia respiratória não tem sintomas de vírus, como as dores musculares, dores no corpo, de garganta. Em comparação com uma virose, o paciente não apresenta casos de febre alta, sintomas de gastroenterite e processos inflamatórios. A indicação é a de se manter em casa em casos de sintomas leves, tomando bastante líquido e limpando as narinas com soro fisiológico. O paciente só deve buscar ajuda médica em casos mais graves, evitando assim sobrecarregar o sistema de saúde em um período de crise, bem como se protegendo da exposição de doenças mais sérias como o coronavírus”, alerta o médico.

 

 

coletiva saúde greca coronavíorus

Curitiba divulga novo boletim neste domingo; casos da Covid-19 sobem para 31

A Prefeitura de Curitiba, através da Secretaria Municipal de Saúde, divulgou no início da tarde deste domingo (22), novo boletim da situação da Covid-19 na capital.

Durante uma live no Facebook da Prefeitura, a médica infectologista Drª Marion Burguer, a secretária de Saúde, Marcia Cecilia Huçulak e o prefeito Rafael Greca, reforçaram que não há motivo para pânico por parte da população e que todos as medidas emergenciais e de segurança estão sendo tomadas.

Segundo a médica infectologista Drª Marion Burguer, Curitiba tem oficialmente 31 casos da Covid-19, depois da confirmação de que um casal, com menos de 60 anos,  retornou dos EUA com a doença. Ao todo são 131 casos descartados e 279 suspeitos.

O prefeito Rafael Greca e a equipe de saúde do município estiveram em videoconferência mais cedo com o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para alinhar as ações de combate à pandemia do coronavírus.

Dentre as ações que serão tomadas pela Prefeitura está o afastamento de pessoas com sintomas de gripe, resfriados e infecções respiratórias, não mais por 7 dias, mas sim por 14 dias.

“Nós vamos nos adiantar e seguir o ministro Mandetta porque cautela é sempre bom”, afirmou o prefeito Rafael Greca.

Já a secretária Municipal de Saúde, Marcia Cecilia Huçulak, reforçou o pedido para que equipes médicas, que estão no enfrentamento da doença, façam o uso racional dos materiais de segurança.

A secretária informou ainda que a partir da próxima semana uma central de ajuda a esses profissionais será lançada. ” Estamos montando, a partir dessa semana, uma central de ajuda aos profissionais de saúde, junto às universidades, com suporte de psicologia e psiquiatria, pois sabemos que estes profissionais estão com medo do contágio e é o momento de agir com segurança”, disse a secretária.

O prefeito informou também que está alugando um hotel inteiro para atender e receber os profissionais de saúde que não podem retornar pra casa, para evitar contágio de parentes e familiares do grupo de risco.

Ao fim da live Greca lembrou da importância da vacinação da gripe que começa nesta segunda-feira, com o esquema de vacinação drive thru, para atender à população de idosos da cidade.

MÉDICO INTERNADO EM ESTADO GRAVE APRESENTA MELHORAS GARANTE PREFEITURA

Ainda durante a transmissão da live  a equipe de saúde do município informou que o médico internado em estado grave depois de contrair a doença vem apresentando melhora no quadro.

Boletim mpedico divulgado pelo hospital às 13h45, deste domingo(22), informa que o médico Jamal Munir Bark  permanece em Unidade de Terapia Intensiva com suporte ventilatório, em estado grave, porém mantendo estabilidade clínica nas últimas 48h.

Jamal Munir Bark, de 59 anos, foi internado no Hospital Marcelino Champagnat na última quinta-feira (19) com quadro de insuficiência respiratória. O médico, que atendia pacientes na UPA Boqueirão e no Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, foi confirmado com o novo coronavírus ontem e permanece na UTI.

Segundo a Prefeitura de Curitiba, a provável fonte de infecção foi o contato com uma colega de trabalho que esteve em São Paulo e apresentou sintomas respiratórios leves após o retorno. Todas as pessoas que entraram em contato com os dois estão sendo monitorados e orientados a uma quarentena mínima de sete dias.

Além disso, a administração municipal informou que foi feita uma desinfecção da UPA Boqueirão, que segue seus atendimentos normais e não representa nenhum risco extra à população

bombeiros carreata curitiba coronavíírus

Bombeiros vão às ruas pedir para que população fique em casa

Moradores de várias regiões de Curitiba registram, na noite desta sexta-feira (20), a carreata do Corpo de Bombeiros do PR que foi às ruas pedir para que a população ficassem em casa.

“O Corpo de Bombeiros do Paraná parabeniza a todos os profissionais de saúde e solicita que você cidadão, que não faz parte da área de saúde ou da segurança pública, que permaneça em sua residência. Esteja seguro”, foi o texto reproduzido pela corporação, pelas ruas da cidade.

Vídeo/Colaboração

Durante a carreata, os Bombeiros fizeram também uma homenagem aos profissionais de saúde que estão na linha de frente na batalha contra o coronavírus.

A homenagem foi organizada pela  redes sociais e várias pessoas de todo o Estado foram aplaudir esses profissionais, das janelas de suas casas.

Reprodução/Internet

Durante toda a semana vários movimentos em prol dos profissionais ligados à área da saúde e segurança pública aconteceram na internet. Os próprios profissionais pedem, pela internet, para que a população colabore e não saia de casa.

Reprodução/Internet

CORONAVÍRUS NO PARANÁ

O Paraná está com 36 casos confirmados de coronavírus, informou o novo boletim da Secretaria de Estado da Saúde. O balanço, divulgado na tarde desta sexta-feira (20), ainda mostra que 202 casos estão em investigação enquanto 137 já foram descartados. Ou seja, o estado já registrou 375 notificações do COVID-19.

De acordo com a Sesa, cinco pacientes estão em isolamento hospitalar e os demais (31) seguem em isolamento domiciliar.

Em relação ao boletim de ontem (19), são 13 novos casos. 10 deles são em Curitiba, dois em Londrina, no norte do Paraná, e um em Guaíra, no oeste do estado.

A Secretaria ainda informou que são oito mulheres e cinco homens, com idades entre 25 e 59 anos. Nove deles foram testados por laboratórios particulares e quatro pelo Lacen (Laboratório Central do Etado).

coronavírus general positivo

Coronavírus: General Heleno é a 16ª pessoa da comitiva presidencial com a doença

General de Exército e Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Augusto Heleno, confirmou pelo twitter, na manhã desta quarta-feira (18), que seu segundo exame para Covid-19 deu positivo.

O general aguarda agora a contraprova da Fiocruz para confirmar o diagnóstico.

Na postagem, o general de 72 anos afirma ainda que não tem nenhum sintoma da doença e que permanece em casa em isolamento.

 

Dessa forma, general Augusto Heleno é a 16ª pessoa da comitiva presidencial que esteve no EUA, no inicio do mês, com a confirmação de coronavírus.

BOLSONARO TESTA NEGATIVO PARA COVID-19

Ontem à noite presidente Jair Bolsonaro o  utilizou suas redes sociais para comunicar que seu segundo teste realizado não apontou a presença da doença.

Na comitiva presidencial que viajou para Miami, Flórida, para encontrar com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foram confirmados como coronavírus:

  • Fabio Wajngarten, secretário de Comunicação da Presidência da República ;
  • Nelsinho Trad, senador (PTB-MS);
  • Nestor Forster, embaixador e encarregado de negócios do Brasil nos EUA;
  • Karina Kufa, advogada e tesoureira do Aliança pelo Brasil;
  • Sérgio Lima, publicitário e marqueteiro do Aliança pelo Brasil;
  • Samy Liberman, secretário-adjunto de comunicação da Presidência;
  • Alan Coelho de Séllos, chefe do cerimonial do Itamaraty;
  • Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI);
  • Marcos Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia;
  • Flávio Roscoe, presidente da Federação das Indústria do Estado de Minas Gerais;
  • Além de quatro integrantes não-identificados da equipe de apoio do voo presidencial aos EUA.

Até o momento, o Ministério da Saúde confirmou 291 casos do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, embora existam outros 8891 ocorrências sob suspeita.

ratinho coronavirus comitiva eua

Governo do PR afirma que Ratinho Jr não está sendo monitorado para Coronavírus

Apesar de ter feito parte da comitiva do governo brasileiro, que esteve no  último sábado (7/3) e terca-feira (10/3), em viagem ao Estados Unidos, o governador do Paraná, Ratinho Jr, não está sendo monitorado e nem apresenta qualquer sintoma de Coronavírus.

Na manhã desta quinta-feira (12), o Secretário de Comunicação do Planalto, Fabio Wajngarten, confirmou que está com o coronavírus. Ele também esteve na comitiva que se reuniu no EUA durante a semana.

O presidente Jair Bolsonaro e outros integrantes da comitiva, que estiveram em Miami, estão sendo monitorados após a confirmação da doença do secretário Wajngarten. 

Durante o encontro, o secretário Fabio Wajngarten esteve  com o presidente norte-americano Donald Trump.

O governador Ratinho Jr manteve a agenda de compromissos durante esta quinta-feira (12).

SITUAÇÃO DO CORONAVÍRUS NO PARANÁ

Dos seis casos de coronavírus no Paraná, cinco deles foram registrados em Curitiba e um em Cianorte, no noroeste do Paraná. A informação foi divulgada nesta manhã (12) pela SMS (Secretaria Municipal da Saúde) e a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

Todos os seis casos de coronavírus são importados e foram confirmados oficialmente por exames realizados pelo Lacen-PR (Laboratório Central do Estado do Paraná), considerado referência pelo Ministério da Saúde.

CASOS DE CORONAVÍRUS EM CURITIBA:

  • homem, 54 anos: esteve na Espanha, Portugal e Holanda;
  • mulher, 25 anos: esteve na Espanha, Portugal e Holanda;
  • homem, 15 anos: esteve na Itália;
  • homem, 43 anos: esteve na Itália;
  • homem, 58 anos: esteve na Itália;

CASO DE CORONAVÍRUS EM CIANORTE:

  • homem, sem idade divulgada: esteve no Oriente Médio;

No Paraná, o Ministério da Saúde investiga 46 seis casos suspeitos. No sul do Brasil, 10 casos de Covid-19 foram confirmados: seis no Paraná e quatro no Rio Grande do Sul. Confira aqui todos os casos registrados no país.

Frio deve seguir nos próximos dias deixando Curitiba com cara de Outono

O outono só começa no dia 20 de março, mas os curitibanos já sentem os efeitos de manhãs e noites mais geladas desde o Carnaval.

Segundo o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental no Paraná), fevereiro teve a menor temperatura registrada nos últimos anos, na manhã de sexta-feira (28), no primeiro dia de folia, com 11,4º. No dia anterior o frio estava presente também e a madrugada registrou 11,8º.

Ainda segundo o Simepar, o frio inesperado para fevereiro e março não tem relação com uma frente fria e sim com a circulação dos ventos úmidos que vem do sul.

“Os ventos úmidos chegam do oceano trazendo as temperaturas mais baixas e os dias mais cinzentos  em Curitiba. Essa circulação dos ventos úmidos é o que segura a elevação das temperaturas e geralmente passa em poucos dias. Nesse caso tem demorado um pouco e, pelo menos, para o início desta semana, não há previsão para elevação das temperaturas”, explica a meteorologista Larissa de Freitas, do Simepar.

CONFIRA AS TEMPERATURAS NO MAPA DO ESTADO

As temperaturas só começam a subir na próxima quarta-feira (4) e a máxima esperada para esta segunda (2) é de 22º. A mínima registra da hoje cedo foi de 14º,8.

Segunda 03.03

Terça 04.03

A terça vai ser um pouco mais fria com mínima prevista de 14º e máxima de 19º.

Ainda não dá pra saber como se comportará o mês de março e se teremos um outono antecipado, porém, começar a lavar os casacos e cobertas pode ser uma boa ideia.

 

agressão médico hospital municipal são josé paiçandu

Paciente é agredido por médico, desmaia e convulsiona dentro de hospital no PR

Gabriel Silva, de 22 anos, chegou ao Hospital Municipal São José, em Paiçandu, no noroeste do Paraná, na tarde desta terça (25), se queixando de dores no pé, quando se desentendeu com o médico de plantão e foi agredido.

O paciente se machucou em partida de futebol e testemunhas afirmam que ele reclamava pela demora no atendimento.

O médico que fazia o atendimento do plantão entrou em confronto com o paciente e – no primeiro momento – ambos trocaram agressões verbais.

Bastante irritado com a cobrança do paciente, o médico deu um soco no rosto de Gabriel que desmaiou e teve uma convulsão no chão do hospital.

“O rapaz foi atingido por um soco, na sequencia houve o desmaio e teve uma crise convulsiva. As partes foram identificas e as testemunhas também. O médico, alegando que outras pessoas estariam inflamando no local, teria se evadido, mas também está identificado. Agora cabe à polícia a apuração dos fatos”, informou o policial militar que atendeu a o ocorrência. Gabriel foi socorrido por outros funcionários do hospital.

Gabriela Ribeiro, esposa da vítima, conta que ele foi ao hospital depois de se machucar em uma partida de futebol na noite anterior. “”Ele tinha ido jogar futebol e machucou o pé. Ele foi atendido por uma médica que pediu o Raio X, mas depois sumiu sem retornar com o resultado. Foi aí que o meu marido entrou na sala do médico e pediu para que ele visse o exame. Foi quando começou toda a confusão. Os dois brigaram e o meu marido acabou apanhando do médico”.

Gabriela conta que depois da agressão, ela e a mãe da vítima,  ficaram quase duas horas aguardando um retorno do Hospital. “Ficamos apavoradas quando vimos o caso da agressão na televisão. Chegamos no hospital e tivemos que esperar por duas horas para uma enfermeira falar com a gente”.

Conforme a família, Gabriel Silva sofre de epilepsia desde os 7 anos de idade, com poucas formas de controle da doença.” Ele continua internado no hospital desde ontem e estamos aguardando uma tomografia do cérebro pra ver o que aconteceu depois do soco”, informou a esposa.

A família afirma que não foi possível registar um Boletim de Ocorrência porque a delegacia não está funcionando na manhã desta quarta-feria (26).

Gabriel Silva é cortado de cana autônomo e sua esposa trabalha com o freelancer. A família não tem condições de contratar um advogado e espera que possa ter apoio das autoridades resolver o caso.

Em nota, o Hospital Municipal São José, lamentou o fato e disse ainda que todos os envolvidos serão responsabilizados.