Avatar

Ana Cláudia Freire

Jornalista - Chefe de Redação do Paraná Portal
acidente BR 116 sentido sp

Carreta tomba e pista sentido São Paulo está totalmente interditada

Uma carreta que transportava peças automotivas tombou na manhã desta sexta-feira (20) na BR 116 sentido, em Campina Grande do Sul, sentido São Paulo.

A pista está totalmente interditada na altura do quilômetro 51.

Segundo a concessionária Arteris Régis Bittencourt, a fila passa de cinco quilômetros.

O motorista envolvido no tombamento sofreu escoriações leves e não precisou de atendimento hospitalar.

As equipes da concessionária e da PRF (Polícia Rodoviária Federal) trabalham no local para liberar ao menos uma faixa da pista sentido São Paulo.

Parte da pista foi liberada por volta das 12h15.

IML confirma que suspeito preso em SP é o assassino de Rachel Genofre

O Perito Criminal do IML (Instituto Médico Legal), Hemerson Bertassoni Alves, afirmou em coletiva nesta sexta-feira (20),  que o suspeito preso em São Paulo é o assassino de Rachel Genofre.

Bertassoni disse ainda que o crime só pôde ser solucionado graças à cooperação das forças policiais dos estados do Paraná, de São Paulo e do Governo Federal, através da RIPG (Rede Integrada de Perfis Genéticos). “A Polícia Cientifica, a Polícia Civil e as forças de segurança do Estado nunca pararam nesse caso, sempre houve essa integração. Os resultados que nós estamos tendo agora são frutos de toda essa integração”, afirmou o perito.

Caso Rachel Genofre está “100% resolvido” diz polícia, 11 anos após o crime

Sobre a confirmação do suspeito, Carlos Eduardo dos Santos, de 54 anos, Bertassoni explica que os resultados genéticos e os dados coletados, “sustentam que o perfil genético encontrado no corpo da Raquel seja desse suspeito preso em São Paulo, do que de qualquer outro suspeito escolhido aleatoriamente na população”.

O IML  informou ainda que 170 materiais genéticos foram coletados dos presos suspeitos e confrontados com as amostras coletadas do corpo de Raquel, em 2008.

O perfil genético de Carlos Eduardo dos Santos não estava na lista dos 170 presos suspeitos. Ele não estava sendo investigado pela Polícia do Paraná. Carlos só foi encontrado através dos cruzamentos de dados no sistema nacional. “A Lei diz que todos os indivíduos, condenados, tramitados e julgados, que tenham praticado algum crime como homicídio, roubo, estupro, que são crimes hediondos,  devem doar material a esse banco”, disse Bertassoni.

Foi dessa forma que os dados coletados de Carlos Eduardo, em São Paulo, puderam ser cruzados com os dados de Raquel, inseridos no sistema, aqui no Paraná.

IML - caso Raquel Genofre
Laboratório de Análises do IML – William Bittar/CBN Curitiba

Em coletiva feita no fim da tarde desta quinta-feira (19), o Secretário de Segurança Publica do Paraná,  Rômulo Marinho Soares, afirmou que o caso foi solucionado, depois de quase 11 anos de investigações.

O suspeito, Carlos Eduardo dos Santos, de 54 anos, está detido em Sorocaba, no interior de São Paulo.

O DNA do suspeito é compatível com os rastros encontrados no corpo de Rachel Genofre. O crime aconteceu em 2008, quando Rachel tinha apenas  nove anos de idade.

O corpo de Rachel Genofre foi encontrado, dentro de uma mala, deixada sob uma escada da rodoferroviária de Curitiba.

A motivação do crime ainda não foi esclarecida.

CASO RACHEL GENOFRE

Rachel Genofre desapareceu no dia 3 de novembro de 2008. O último paradeiro conhecido da garota, na época com 8 anos de idade, era em um ponto próximo à Praça Rui Barbosa, na Rua Voluntário da Pátria, no Centro de Curitiba.

O corpo de Rachel foi localizado dois dias depois, em 5 de novembro. Esquartejado, com sinais de estrangulamento e violência e sexual, o corpo foi encontrado dentro de uma mala, que foi deixada embaixo de uma escada da Rodoferroviária de Curitiba.

A identidade foi confirmada após exame de perícia do IML (Instituto Médico-Legal). O Instituto de Criminalística foi acionado por fiscais e policiais militares, após dois indígenas que dormiam na rodoviária se depararem com a mala suspeita.

Colaborou com informações Willian Bittar/CBN Curitiba

Parte de viaduto desaba e deixa um ciclista ferido em Curitiba

Uma parte do muro que sustenta o viaduto que fica na Avenida Deputado Anibal Khury, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), desabou na madrugada desta sexta (20), em Curitiba.

Boa parte do concreto da construção veio abaixo e as fortes chuvas dos últimos dias podem ter sido a causa do acidente.

A Setran (Superintendência de Trânsito) interditou a pista do lado direito do viaduto e o local está sinalizado com cones e cavaletes.

Ainda segundo a Setran, um motociclista que passava pelo local não conseguiu desviar dos entulhos e caiu. Ele teve ferimentos leves.

O viaduto é uma alça de acesso a cidade de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba.

Petraglia segue internado em Curitiba e não acompanha a final da Copa do Brasil

O presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, Mário Celso Petraglia, continua internado no hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba. Ele não comparecerá na final da Copa do Brasil 2019, quando o Furacão enfrenta o Internacional. O jogo acontece às 21h30 desta quarta-feira (18).

O novo boletim médico, divulgado na tarde de hoje, diz que o dirigente “está conforme o esperado no primeiro dia de pós-operatório. Os seus dados vitais continuam normais , afebril, e sem intercorrências clínico cirúrgicas dentro do período”. Por fim, o texto ainda confirma que o mandatário rubro-negro “segue em cuidados médico hospitalares”.

Mario Celso Petraglia, foi internado para fazer uma cirurgia de desobstrução de aderências no intestino.

O boletim médico divulgado ontem (17), “o pós-operatório apresenta-se sem complicação clínico cirúrgica, mantendo todos os sinais vitais dentro da normalidade”.

Além disso, a nota também afirmou que Petraglia “permanece em segmento clínico lúcido, comunicativo e mantêm-se em bom estado geral”.

Escritora paranaense Adriana Gavazzoni conquista 23 premios internacionais

Escritora paranaense conquista 23 prêmios internacionais de literatura

A escritora e advogada paranaense, Adriana Gavazzoni, coleciona 23 prêmios internacionais de literatura, por sua trilogia Hidden Motives (Motivos Ocultos), escrita originalmente na língua inglesa.

As obras Behind The Doors, Lara´s Journal e The Brilliant Game conquistaram juntas 5 medalhas de ouro, 1 de bronze, 6 menções honrosas e foram finalistas em 11 premiações.

Adriana Gavazzoni mora em Curitiba e é natural de Foz do Iguaçu, oeste do Paraná.

Aqui no Brasil, a autora exerce a profissão de advogada e se divide entre a capital do País e o Paraná. Escrever veio como parte do sonho que Adriana tinha desde a infância.

Inspirada pela literatura que trata de suspenses psicológicos, a escritora brasileira resolveu se aventurar pelo mundo do mercado editoral americano e desde então vem conquistando mais e mais leitores, dentro e fora do País.

Motivos Ocultos conta a saga de uma médica psiquiatra que trata pacientes com transtornos sexuais. Os livros foram lançados nos Estados Unidos em 2017 e, através da indicação dos leitores, as obras foram indicadas para concorrerem a prêmios de literatura nos Estados Unidos.

A trilogia foi escrita e premiada fora do Brasil porque Adriana não quis misturar sua profissão de advogada com o sonho de escritora.

Suas obras são romances de suspense psicológico com um toque de erotismo. Foi por esta razão pela qual a escritora resolveu se aventurar lá fora.

“Toda minha produção é em inglês, mas a intenção é traduzir e lançá-los no Brasil também. Como os livros tem um toque de erotismo, senti que no começo não seria legal ter um cliente aqui no Brasil que relacionasse o meu trabalho literário com o de advogada”, conta a escritora.

Os dois primeiros livros da trilogia já foram lançados por aqui. O primeiro, traduzido para “Atrás da Porta”, foi lançado na Bienal de São Paulo em 2018.

O segundo livro “O Diário de Lara”, disponível somente na versão e-book, também já está à disposição do leitor brasileiro. O lançamento do terceiro livro, ainda sem tradução para o português, deve acontecer ainda este ano.

Sobre a linha literária escolhida pela autora, Adriana conta que um bom livro precisa ser misterioso. “Sempre acho que um bom livro tem que ter mistério. Se eu começo a ler um livro e decifro o mistério logo nas primeiras páginas, perco o interesse por ele. Quando escrevo quero que o leitor só descubra o mistério na última página, ou não. Quero que o leitor se envolva com as personagens até o fim”, relata a autora.

A imprensa internacional vem dando notoriedade à escritora e além das premiações nos EUA, os livros já foram reconhecidos no Canadá e na França.

Um quarto livro já foi lançado nos Estados Unidos e em breve também estará disponível no Brasil. Sketches of Life (Rascunhos da Vida), foge do enredo dos três primeiros livros e narra um romance histórico que se passa entre as duas Grandes Guerras Mundiais.

Sobre morar fora do Brasil, Adriana diz que não pensa nisso, mas diz que está aberta a todas as possibilidades que forem surgindo. “Se eu virar best seller nos EUA, quem sabe me mudo pra lá”, brinca a advogada e autora.

 

Baleia é encontrada morta no litoral do Paraná

Uma baleia foi encontra da morta litoral no Paraná, na tarde deste sábado (14).

Banhistas avistaram a baleia, já na areia da praia de Jamail-Mar, balneário que fica entre Praia de Leste e Matinhos.

 

Curiosos pararam para ver a baleia que tem aproximadamente 4 metros.

Segundo os banhistas, a baleia já está em estado de decomposição e um mau cheiro incomoda quem passa pelo local.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas ainda não se tem informações da espécie da baleia e nem da causa da morte do animal.

 

marcio lobão edison lobão lava jato

Desembargador concede HC a Marcio Lobão, preso na 65ª fase da Lava Jato

O desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF4 (Tribunal Regional da 4ª Região), concedeu, na noite desta sexta-feia (14), habbeas corpus a favor de Márcio Lobão, filho do ex-ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, que foi, juntamente com o pai, alvo da 65ª fase da Operação Lava Jato, no último dia 10.

No despacho, o desembargador deferiu  parcialmente o pedido de liminar  da defesa de Márcio Lobão e revogou a prisão preventiva, determinando a soltura imediata do empresário.

O desembargador fixou ainda uma multa no valor de  R$ 5 milhões, que será deduzido dos bens bloqueados pela Justiça, no total de R$ 44 milhões em patrimônio de Márcio Lobão.

O empresário está proibido de sair do país e deve entregar seus passaportes às autoridades. Fica ainda impedido de fazer qualquer contato, mesmo por intermédio de terceiros, com os demais investigados ou com empregados da instituição financeira da qual foi desligado.

INVESTIGAÇÃO

Márcio Lobão, foi preso na 65ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal (PF) e batizada de Galeria. A operação  investiga os possíveis crimes de corrupção e lavagem de dinheiro decorrentes do pagamento de vantagens indevidas relacionadas a contratos da Transpetro, subsidiária da Petrobras, e à Usina Hidroelétrica de Belo Monte, para a construção do empreendimento no Pará.

As investigações apontam que, ao menos entre 2008 e 2014, o ex-ministro e seu filho solicitaram e receberam propinas dos Grupos Estre e Odebrecht da ordem de 50 milhões de reais. Segundo o MPF (Ministério Público Federal), evidências dão conta de que os atos de lavagem se estendem até 2019.

ESQUEMA

Conforme o MPF, além dos crimes de corrupção relativos à participação da Odebrecht no contrato de construção da Usina de Belo Monte, objeto de acusação anterior pela força-tarefa Lava Jato, a operação investiga benefícios em mais de 40 contratos, cujo valor chega a cerca de R$ 1 bilhão, celebrados pelas empresas Estre Ambiental, Pollydutos Montagem e Construção, Consórcio NM Dutos e Estaleiro Rio Tietê.

Ainda, de acordo com as investigações, em ambos os esquemas criminosos as provas indicam que as propinas foram entregues em espécie em escritório advocatício ligado à família Lobão, localizado no Rio de Janeiro. Nesse sentido, foram obtidos depoimentos de colaboradores, registros de ligações e reuniões entre os investigados, e registros em sistemas de controle de propinas.

As medidas cautelares cumpridas hoje também objetivam aprofundar possíveis operações de lavagem de dinheiro capitaneadas por Márcio Lobão. O esquema investigado inclui aquisição e e posterior venda de obras de arte com valores sobrevalorizados, simulação de operações de venda de imóvel, simulação de empréstimo com familiar, interposição de terceiros em operações de
compra e venda de obras de arte, e movimentação de valores milionários em contas abertas em nome de empresas offshore no exterior. No período das transações foi possível verificar um incremento em seu patrimônio de mais de R$ 30 milhões.

Por isso, também são alvo dos mandados de busca e apreensão endereços de galeria de arte e de agentes financeiros que atuavam perante bancos, a exemplo do Julius Bär, gerindo contas de
Márcio Lobão no exterior.

 

Acusados pela morte do torcedor do pr clube sao absolvidos

Acusados pela morte do torcedor do Paraná Clube são absolvidos

O três torcedores do Athletico acusados de matar o torcedor do Paraná Clube, Diego Henrique Raab Gonciero, de 16 anos, foram absolvidos do crime.

Depois de dois dias, o julgamento terminou perto das 3h30, da madrugada deste sábado (14).

Responderam pelo crime Juliano Rodrigues, Fábio Marques e Gilson da Silva Teles, que na época eram ligados à torcida atleticana Os Fanáticos.

Para advogado de defesa dos acusados, Cláudio Dalledone Jr., a justiça feio feita e o resultado serve de alerta ao Instituto de Criminalística e à DEMAFE (Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos). “O reconhecimento da inocência deles revela um falso-positivo exame de balística forense. Um sinal também para a delegacia especializada DEMAFE, que também andou muito mal nesse caso. Três vidas foram execradas, humilhadas, encarceradas, destruídas de suas honras, mas receberam do Tribunal do Juri e da Comarca da capital o reconhecimento da inocência”, afirmou.

O CASO

Diego foi morto em 2012, em frente à sede da organizada paranista Fúria Independente, ele era integrante da bateria da torcida.

Ele estava com outros torcedores paranistas, que participavam de um churrasco com torcedores do Sport de Recife. Um carro passou pela rua e efetuou vários disparos contra os integrantes das torcidas. Os atiradores fugiram. Um dos tiros acertou Diego.

Fabio Marques, Gilson da Silva Teles e Juliano Rodrigues foram acusados de homicídio qualificado pela morte de Diego.

Segundo a Delegacia de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), o laudo do Instituto de Criminalística apontou que o disparo partiu de um revólver calibre 38 registrado em nome de Rodrigues. A defesa do acusado alega que a arma foi alvo de uma perícia suspeita um ano depois.

De acordo com o advogado, Claudio Dalledone, que defende os três réus, a acusação foi construída com base em falsas perícias.

Faltando 4 meses pro Natal comércio começa a expor decoração

Ainda é setembro, mas é só andar por Curitiba pra perceber que algumas lojas já estão cheias de pisca-pisca, presépios, árvores e todo o tipo de decoração de Natal.

As feiras do setor aconteceram em março e comerciantes atentos às tendências de consumo para este ano, já estão com as prateleiras cheias de produtos.

Para Maurício Menegusso, gerente de uma loja de embalagens, no centro da cidade, todo ano os comerciantes se preparam para as novidades antecipadamente.

Agora é a hora em que os artesãos, shoppings e  empresários começam a procurar os produtos e as novidades. “Boa parte dos produtos já são negociados no início do ano, o que garante um preço muito parecido com o do ano passado. Para o natal de 2019 não houve um aumento significativo nos preços”, afirma o gerente.

A empresária Arlete Silva, procura a decoração que pretende fazer para as festas de final de ano da sua empresa. “Eu vim dar uma olhada no que tem de novo por aqui. Todo ano decoro a minha empresa e percebo que o clima no grupo fica muito melhor. Quanto mais cedo, melhores os preços”, conta.

  

  

Ainda segundo o Menegusso, com relação à decoração das mesas de jantar e das árvores, o tom nude, que fez muito sucesso ano passado, será tendência novamente este ano.

O reforço nas vendas do comércio deve começar na segunda quinzena de outubro, quando são ofertadas vagas de emprego temporário.

CAMPANHA DE NATAL DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO PARANÁ

Embora dezembro ainda esteja longe, a ACP-PR (Associação Comercial do Paraná) já deu início à Campanha de Natal 2019.

Todo ano a campanha sorteia motocicletas, bicicletas elétricas, caminhões de prêmios, TVs LED, refrigeradores, micro-ondas, tablets e vale-compras. O prêmio principal é um carro zero quilômetros.

A expectativa da ACP-PR é envolver cerca de duas mil lojas em todo o estado e movimentar cerca de 800 mil consumidores, gerando R$ 500 milhões em vendas.

Cada consumidor que gastar R$ 50,00 nas lojas participantes da promoção terá um cupom para concorrer ao sorteio dos prêmios.

 

Locutor paranaense se recusa a tocar Pabllo Vittar e revolta fãs na internet

A pequena Itapejara D’oeste, de quase 12 mil habitantes, na região oeste do  Paraná, está no centro de uma polêmica envolvendo a cantora Pabllo Vittar.

O locutor da Rádio Panorama, Emerson Antunes, se recusou a tocar a músicas da artista, a pedidos de fãs.

O áudio da recusa do locutor viralizou nas redes sociais. “Pabllo Vittar, é isso mesmo? Pabllo Vittar não vai rolar não, hein. Vamos fazer o seguinte: troca aí por uma música boa, por um cantor bom, né? Nada contra o Pabllo Vittar, em hipótese nenhuma, mas sim contra as músicas que ele canta. Não vai rolar, essa eu vou passar”, disse Emerson ao vivo.

Logo depois Antunes afirmou aos ouvintes da rádio que não tocaria as músicas da Pabllo depois que “descobriu como ele (sic) se apresentava”.

“Rapaz, tem gente que gosta da Pabllo Vittar ainda? Tem né, se tem gente pedindo é porque tem ainda, né? Eu acho que vou morrer e não vou ver tudo. Uma vez eu até toquei aqui o tal do Pabllo Vittar, mas aí eu comecei a prestar atenção, por que eu não conhecia. Depois que eu descobri a forma que ele se apresentava, aí não rolou mais. Pabllo Vittar não adianta pedir, porque eu não vou.Nada contra o cantor, em hipótese alguma, mas a questão é que a vozinha dele não fechou”.

O Twitter virou palco de manifestações de repúdio à atitude do locutor. Internautas acusaram Antunes de intolerante e homofóbico.

 

Procurada pela reportagem, a Rádio Panorama informou que deve se posicionar oficialmente ainda nesta quinta-feira (12).