Avatar

Conteúdo patrocinado

prêmio capes universitário

Prêmio Capes Talento Universitário recebe mais de 12 mil inscrições; prazo foi prorrogado

Até ontem (12), quando estava prevista a finalização das inscrições, o 1º Prêmio Capes Talento Universitário registrou mais de 12 mil inscritos. Quem havia ficado de fora ganhou mais um dia para se inscrever, ou seja até às 23h59 desta quarta-feira, 13 de novembro. O prêmio, realizado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em parceria com o Ministério da Educação (MEC), dará a mil estudantes de cursos de graduação o valor de R$ 5 mil.

Para participar, o estudante deve ser brasileiro, ter iniciado a graduação em 2019 e ter realizado o Enem em 2017 ou 2018. Além disso, não podem ter débito, de qualquer natureza, com a Capes, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) ou outras agências ou instituições de fomento à pesquisa. O processo deve ser feito pelo portal do Prêmio.

Uma prova de 80 questões de múltipla escolha será aplicada pela Capes, por meio da Cesgranrio. A aplicação será realizada em 8 de dezembro, à tarde, em 60 municípios brasileiros, localizados nas 27 unidades da Federação. A premiação vai oferecer, ao todo, R$ 5 milhões. O resultado será divulgado até 31 de janeiro de 2020.

Segundo a Capes, a competição busca reconhecer o desempenho dos alunos de todas as áreas que tenham elevado grau de desenvolvimento de competências cognitivas. Além de valorizar e premiar os melhores estudantes, o Prêmio Capes Talento Universitário vai subsidiar estudos e pesquisas da Capes para a formulação de políticas públicas para a educação superior.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

enade

Locais de prova do Enade 2019 são liberados; confira como consultar

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), divulgou os locais de prova da avaliação. Os estudantes concluintes dos cursos de graduação podem conferir onde farão as provas por acessando o Sistema Enade, informando o CPF e a senha cadastrada no primeiro acesso.

O cartão com informações sobre o local de prova, horários e atendimentos (se solicitados e aprovados) só poderá ser visualizado caso o Questionário do Estudante tenha sido preenchido. O Questionário, assim como a participação na prova, são requisitos para a colação de grau.

Os concluintes habilitados a realizar o Enade 2019 podem responder o Questionário até o dia 21 de novembro. É fundamental regularizar a situação dentro do prazo estabelecido para evitar problemas para a conclusão do curso.

As provas do Enade 2019 serão aplicadas em 24 de novembro para todo o país. Neste ano serão avaliados os cursos das áreas de ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins; engenharias e arquitetura e urbanismo; e os cursos superiores de tecnologia nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e de segurança.

Os estudantes ingressantes e concluintes em 2019 realizaram a inscrição no Enade. Entretanto, somente os concluintes precisam realizar a prova e preencher o questionário. O objetivo é avaliar os conhecimentos adquiridos ao longo do curso com base no currículo da graduação.

*com informações do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

enem 2019

Enem 2019 registrou menor taxa de ausentes desde 2009; confira balanço

O segundo domingo de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve a menor taxa de ausentes desde 2009, quando a avaliação foi formulada para selecionar estudantes para os cursos superiores das universidades brasileiras. Ontem (10), compareceram 3,7 milhões do total de 5,1 milhões de candidatos inscritos. Os faltantes corresponderam a 27,19% do total, superando a taxa de 2015 que então era de 27,33%.

“Tivemos a menor abstenção de todos os tempos, tanto no primeiro dia, quanto hoje. Tivemos, acho que agora dá para afirmar, o melhor Enem de todos os tempos, tanto em execução, operação, logística, como também em termos de formulação”, comemorou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em coletiva realizada ontem para apresentar o balanço do Enem 2019.

Na semana passada, 3 de novembro, quando ocorreu o primeiro dia de prova, o índice de presentes ficou em 76,9%. Até então, o melhor resultado havia sido em 2018, com 75,24%. Os dados foram apresentados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do exame. Confira o balanço completo.

Foram dois dias de avaliações, cada prova com 90 questões de múltipla escolha. No primeiro, foram 45 sobre linguagens, códigos e suas tecnologias e 45 sobre ciências humanas e suas tecnologias, além da redação sobre democratização do acesso ao cinema no Brasil. No segundo dia de exame foram 45 sobre ciências da natureza e 45 sobre matemática. Juntando os dois dias, foram dez horas e meia de prova. O Inep vai disponibilizar o gabarito do Enem na quarta-feira, 13 de novembro.

*matéria produzida com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

graduação prêmio capes

Prêmio Capes: estudantes podem concorrer a premiação de R$ 5 mil

Com o objetivo de reconhecer e premiar mil estudantes com os melhores desempenhos em uma prova de conhecimentos gerais, o Prêmio Capes Talento Universitário está com inscrições abertas até as 23h59 da próxima terça-feira, 12 de novembro. Para isso, o candidato precisa ter iniciado um curso de graduação no Brasil ainda este ano de 2019, e está é a sua chance de ganhar R$ 5 mil. Interessados devem acessar o portal do Prêmio.

Além de ter iniciado a graduação este ano, o estudante deve ser brasileiro, ter realizado o Enem em 2017 ou 2018, e não pode ter débito, de qualquer natureza, com a Capes, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) ou outras agências ou instituições de fomento à pesquisa.

Podem participar alunos de instituições públicas, privadas ou militares, independentemente de cursarem modalidades presencial ou a distância. Uma prova de 80 questões de múltipla escolha será aplicada pela Capes, por meio da Cesgranrio. A aplicação será realizada em 8 de dezembro, à tarde, em 60 municípios brasileiros, localizados nas 27 unidades da Federação.

Para inscrição, no portal é preciso clicar em “Primeiro acesso do candidato” e, em seguida, informar CPF, data de nascimento e e-mail pessoal. Após o procedimento, uma senha será criada e enviada ao e-mail informado. O cadastro serve também para o candidato acessar o protocolo de participação, a confirmação da inscrição e saber o local de prova.

O resultado será divulgado no primeiro semestre de 2020. Além de valorizar e premiar os melhores estudantes, o Prêmio Capes Talento Universitário vai subsidiar estudos e pesquisas da Capes para a formulação de políticas públicas para a educação superior. A premiação vai oferecer, ao todo, R$ 5 milhões.

*matéria produzida com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

educação

MEC planeja ampliar o projeto Educação Conectada; objetivo é atender mais de 24,5 mil escolas

O Ministério da Educação (MEC) anunciou que pretende ampliar o projeto Educação Conectada. O objetivo, segundo a pasta, é democratizar o acesso à internet de qualidade em escolas públicas no Brasil. É esperado investimento estimado de R$ 82,6 milhões, alcançando mais de 24,5 mil escolas públicas urbanas. A ação, se colocada em prática, irá beneficiar cerca de 11,6 milhões de estudantes em todo Brasil.

Durante coletiva de imprensa, o ministro da educação Abraham Weintraub ressaltou que a medida tem a ver com as mudanças anunciadas para o Exame Nacional do Ensino Médio. “Para ter o Enem Digital, é preciso dar condições iguais para todos”. Ano que vem, será lançado o Enem Digital em edição piloto. A previsão é que, até 2026, o exame seja totalmente digitalizado.

A maior parte das escolas públicas que devem receber conexão de internet é da rede municipal. São 13.634 unidades de ensino com mais de 5,5 milhões de estudantes. Já da rede estadual de educação básica tem total de 10.828 escolas com 6,1 milhões de alunos. Para participar do projeto Educação Conectada, as escolas precisam ter: número de matrículas maior que 14 alunos; no mínimo três computadores para uso dos alunos; no mínimo um computador para uso administrativo e pelo menos, uma sala de aula em funcionamento.

*matéria produzida com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

estudos

Brasil registra 3,5 milhões de alunos que reprovaram ou abandonaram estudos em 2018

O Brasil tem como meta, dentre outros tantos desafios, melhorar a educação, desde o ensino básico ao superior. Embora recursos e políticas públicas sejam aplicados, o número de estudantes que são reprovados ou até mesmo abandonam os estudos é preocupante. Segundo indicativo da Unicef e do Instituto Claro referente ao ano de 2018, cerca de 3,5 milhões foram reprovados ou deixaram de estudar.

No mesmo ano, foram registradas 48,5 milhões de matrículas na Educação Básica – distribuídas entre a educação infantil, ensino fundamental e médio –, sendo que 2,6 milhões de alunos foram reprovados. Outro fator que chama a atenção é a diferença entre idade-série. Isso porque 1 em cada 5 estudantes de escolas públicas tem dois ou mais anos de atraso escolar.

Entre a população indígena o atraso escolar é ainda mais presente, tendo 41% dos seus alunos matriculados enfrentando a situação. Além disso, ao menos 15 mil crianças e estudantes indígenas abandonaram os estudos. Situação semelhante é verificada entre alunos com deficiência. São mais de 383 mil estudantes com atraso nos estudos, cerca de 48,9% dos matriculados.

Ainda segundo o levantamento, o ensino médio é a etapa com o maior número de discentes que desistiram da escola. São mais de 460 mil alunos em situação de abandono escolar, o que representa 7% do total de matrículas nesse nível.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

fies 2019, fies, fundo de financiamento estudantil, sisfies, aditamento, mec, ministério da educação, ensino superior, graduação, renovação, financiamento estudantil, prazo, educa mais brasil, bolsas de estudo

Fies 2019 tem prazo prorrogado para o aditamento

Estudantes que não conseguiram confirmar informações do aditamento das bolsas do Fies 2019 (Fundo de Financiamento Estudantil), têm até o dia 30 de novembro para acessar o site do programa e efetivar a renovação do financiamento. O novo prazo é para estudantes que ingressaram em instituições de ensino superior por meio do financiamento a partir de dezembro de 2017 pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies). Já os estudantes que firmaram contrato a partir de 2018 têm o prazo definido pela Caixa Econômica Federal.

Os estudantes contemplados com bolsas de financiamento precisam fazer a renovação a cada semestre. Inicialmente, o aditamento é feito pelas instituições de ensino e, depois, os estudantes precisam validar as informações concedidas pela faculdade ao sistema.

Fies 2019

Porém, muitos estudantes enfrentaram problemas ao tentar realizar o aditamento. O estudante de Engenharia Elétrica, Amós Costa, conta não só de sua dificuldade, mas dos amigos também: “Eu e muitos amigos que possuem o financiamento tivemos o mesmo problema ao tentar inserir informações e confirmar, ocorriam erros. CEP inválido, e-mail e número incorretos são os erros mais comuns, mas depois de muita insistência consegui efetuar o aditamento após a prorrogação do prazo”, afirma.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação (MEC) que possibilita o ingresso ao ensino superior. Estudantes que não têm condições de pagar as mensalidades das instituições de ensino privadas optam pelo financiamento. Como se trata de um empréstimo, após a conclusão do curso, o estudante beneficiário tem até 18 meses para começar a pagar a dívida.

Bolsa de estudos pelo Educa Mais Brasil

Se você tem o sonho de ingressar em uma instituição de ensino superior, mas não conseguiu o auxílio do financiamento pelo Fies 2019, não desista, o Educa Mais Brasil 2020, programa de incentivo à educação do país, oferta bolsas de até 70% de desconto nas mensalidades em diversas modalidades de ensino. Acesse o site do programa e saiba mais.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

enem

Enem 2019: faça o seu checklist e descanse para a maratona das provas

Caneta azul ou caneta preta? Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vão se deparar com regras mais rigorosas ao realizar a primeira etapa do exame que ocorre amanhã (3). A atenção é necessária, mas, tudo fica mais tranquilo para o segundo dia de prova no próximo domingo (10). Por mais que essas perguntas pareçam óbvias, nunca é tarde para fazer esse checklist e se preparar de todas as formas para a prova que garante o acesso ao ensino superior.

Entre os critérios de desclassificação está não responder a prova com caneta que não seja esferográfica, com material transparente e de tinta preta, emissão de som de equipamento eletrônico mesmo lacrado, não permitir que o lanche levado seja vistoriado pelo aplicador da sala, entre outros.

A estudante Daiana Lopes Menchik, 19 anos, entende que a medida tem o objetivo de garantir ainda mais segurança ao exame. Essa é a terceira vez que a jovem que quer cursar Medicina está participando da maratona de provas. “Tenho tido insônia e muita ansiedade. Além disso, fico imaginando possíveis temas para a redação e a melhor maneira de resolver as questões de forma rápida e objetiva”, pontua.

Aos 65 anos, José Januário Damasceno, dirigente sindical e bancário e aposentado, já fez o exame quatro vezes. Indo para sua quinta participação, José sonha em cursar História. “Prometi a mim mesmo, que nunca deixaria de estudar. Não tenho objetivo de conquistar um outro emprego, mas sinto a necessidade constante de me atualizar e fazer História sempre foi um desejo presente na minha vida”, conclui.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 2,4 milhões, o que representa quase metade desse total, farão a prova pela primeira vez.

Por isso, o órgão responsável pela aplicação, listou mais de 30 itens que podem levar à desclassificação.

Confira um checklist para o Enem 2019:

COR DA CANETA

  • Realizar a prova com caneta que não seja esferográfica, transparente e de tinta preta.

ALIMENTAÇÃO

  • Não permitir que o lanche levado seja vistoriado pelo aplicador da sala.

DOCUMENTAÇÃO

  • Prestar declaração falsa ou inexata (em qualquer documento);
  • Permanecer no local de provas sem documento de identificação válido.

DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS

  • Utilizar qualquer dispositivo eletrônico no local de provas, por exemplo, laptop e celular;
  • Entrar na sala de provas com o telefone celular e/ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos fora do envelope porta-objetos;
  • Não manter aparelhos eletrônicos (celular, tablet, etc) desligados no envelope porta-objetos até a saída definitiva da sala de provas;
  • Se o aparelho eletrônico, ainda que dentro do envelope porta-objetos, emitir qualquer tipo de som, como toque de ligação ou alarme;

ENEM: LOCAL DE PROVA E APLICAÇÃO

  • Perturbar, de qualquer modo, a ordem no local de aplicação das provas;
  • Utilizar, ou tentar utilizar, meio fraudulento em benefício próprio ou de terceiros em qualquer etapa do exame;
  • Utilizar livros, notas, papéis ou impressos durante a aplicação do exame;
  • Sair da sala com o cartão de respostas ou outro material de aplicação – com exceção para o caderno de questões depois de duas horas do início da prova e se a saída for definitiva;
  • Entregar o cartão de respostas ao aplicador e ir embora definitivamente antes de duas horas de aplicação;
  • Não aguardar em sala de provas, das 13h às 13h30 (horário de Brasília) para procedimentos de segurança, exceto para a ida ao banheiro acompanhado por um fiscal;
  • Recusar-se a ser submetido à revista eletrônica, coleta de dado biométrico e ter seus objetos revistados eletronicamente;
  • Iniciar as provas antes das 13h30 (horário de Brasília-DF) ou da autorização do aplicador;
  • Usar óculos escuros, boné, chapéu, viseira, gorro ou qualquer acessório que cubra os cabelos ou as orelhas;
  • Portar armas de qualquer espécie, exceto para os casos previstos no art. 6º do Estatuto do Desarmamento;
  • Receber, de qualquer pessoa, informações referentes ao conteúdo das provas;
  • Fazer anotações em outros objetos ou qualquer documento que não seja o cartão de respostas, o caderno de questões, a folha de redação e a folha de rascunho;
  • Não manter, debaixo da carteira, o envelope porta-objetos, lacrado e identificado desde o ingresso na sala de provas até a saída definitiva da sala provas.
  • Portar, na sala de provas, objetos proibidos pelo edital do Enem, como lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borracha, régua, corretivo, wearable tech, calculadoras, entre outros.

FISCAL DO ENEM

  • Não permitir que os artigos religiosos, como burca, quipá e outros sejam revistados;
  • Ausentar-se da sala de provas, a partir das 13h (horário de Brasília), sem o acompanhamento de um fiscal;
  • Comunicar-se verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma, com qualquer pessoa que não seja o aplicador ou o fiscal, a partir das 13h (horário de Brasília);
  • Fazer anotações no caderno de questões, no cartão-resposta, na folha de redação, na folha de rascunho e/ou demais documentos do exame, antes do início das provas;
  • Descumprir as orientações da equipe de aplicação;
  • Não entregar ao aplicador, ao terminar as provas, o cartão-resposta, a folha de redação e a folha de rascunho;
  • Não entregar ao aplicador o caderno de questões, exceto se deixar em definitivo a sala de provas nos 30 minutos que antecedem o término das provas;
  • Recusar-se a entregar ao aplicador o cartão-resposta e a folha de redação após 5h30 de provas, do primeiro dia, e 5h de provas, do segundo, salvo nas salas com tempo adicional ou com videoprova na Língua Brasileira de Sinais (Libras);
  • Não permitir que os materiais próprios, como máquina Perkins, reglete, punção, sorobã ou cubaritmo, caneta de ponta grossa, assinador, régua, óculos especiais, lupa, telelupa, luminária e/ou tábuas de apoio sejam revistados.

*matéria produzida com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

escolas, escola, educação, educa mais brasil, bolsas de estudo, ferramenta, dados, inep. escolas

Ferramenta do Inep possui dados de mais de 226 mil escolas brasileiras

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a partir de dados colhidos no último Censo Escolar, de 2018, lançou o Catálogo de Escolas da Educação Básica. A ferramenta, que pode ser usada por qualquer pessoa, permite buscar informações de mais de 226 mil escolas em todo Brasil de maneira personalizada.

No Catálogo de Escolas estão reunidos os principais dados da instituição como endereço, telefone e outros aspectos mais gerais da oferta educacional. As informações podem ser pesquisadas por região, rede de ensino (privada, estadual, federal ou municipal), porte da escola ou, ainda, pela etapa e modalidade de ensino. Há, ainda, a possibilidade de buscar uma unidade específica, através do código do centro de pesquisa ou o nome.

A ferramenta foi desenvolvida pela equipe da Diretoria de Estatísticas Educacionais do Inep, responsável por coletar e compilar as informações que são fornecidas ao Censo Escolar por cada instituição de ensino do país. De acordo com o Inep, o catálogo será atualizado anualmente, no mês de maio, seguindo o cronograma do Censo Escolar.

Outra plataforma

O Educa Mais Brasil, que há 15 anos atua no segmento educacional através do incentivo ao estudo, também disponibiliza informações de instituições de ensino de todo o país. Para acessar as informações, basta acessar o site do Educa, selecionar a opção “escolas”, escolher a região e se deseja fazer a busca por série ou através do nome da unidade.

Além de disponibilizar dados sobre estrutura e proposta pedagógica da unidade de ensino, o Educa Mais também informa se há bolsas de estudo disponíveis para a instituição desejada. São milhares de escolas parceiras e os descontos são de até 50%.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil | *com informações da Agência Brasil

enem

Cerca de metade dos participantes vai fazer o Enem 2019 pela primeira vez

De acordo com apuração do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), dos 5,1 milhões de participantes inscritos no Enem 2019, 2,4 milhões vão fazer a prova pela primeira vez, o que representa 47% dos inscritos.

O número representa uma tendência que passou a ser registrada a partir de 2018, quando 33% dos participantes nunca havia participado do Enem. Para o Inep, responsável pela aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), entre os fatos que podem explicar o aumento de participantes estão as mudanças implementadas em 2017 para concessão de isenção do pagamento da taxa de inscrição.

O exame será realizado nos próximos dois domingos, 3 e 10 de novembro. Para que não ocorram imprevistos, o Inep recomenda que os participantes levem o Cartão de Confirmação da Inscrição nos dois dias de aplicação do exame e alerta para que não deixem para acessar o cartão na véspera da prova.

Veja a evolução de inscritos pela primeira vez no Enem:

Fonte: Agência Educa Mais Brasil