Avatar

Folhapress

Paulo Gustavo - Minha Mãe é uma Peça - Star Wars - cinemas nacionais

‘Minha Mãe É Uma Peça 3’ atinge maior bilheteria do cinema nacional

Protagonizado por Paulo Gustavo, o filme “Minha Mãe É uma Peça 3” acaba de se tornar o longa de maior bilheteria da história do cinema nacional. Logo em sua primeira semana de exibição, o filme já havia desbancado ‘Star Wars – A ascensão Skywalker’ e se sagrado como o longa que mais levou gente ao cinemas brasileiros em 2019 na primeira semana: foram mais de 1,8 milhão de pessoas.

Agora, após quatro semanas, passou o filme brasileiro “Nada a Perder” e arrecadou a maior quantia de um filme em todos os tempos em terras brasileiras, segundo a produtora Downtown Filmes. Foram quase R$ 140 milhões e mais de nove milhões de espectadores nos cinemas nacionais.

Nas redes sociais, Paulo Gustavo comemorou. “Dona Hermínia só me dá orgulho”, postou.

A terceira versão do longa brasileiro de comédia tem inspiração mais uma vez na própria família do protagonista. “Esse é o meu filme mais autobiográfico e mais político. Eu quis falar do meu pai [Carlos Alberto] que foi morar na frente da casa da minha mãe, do meu casamento, da minha paternidade”, afirmou o humorista antes do lançamento, que tirou proveito desses novos acontecimentos em sua vida real para dar gás a novas piadas.

Dona Hermínia sempre terá uma história a contar se depender de seu criador, o humorista Paulo Gustavo. A personagem inspirada na mãe dele, Déa Lúcia, já havia levado quase 10 milhões de pessoas aos cinemas nos dois primeiros filmes.

advoagdos querem inocentar elias maluco exames ossada

Grupo quer examinar ossada e inocentar condenado pela morte de Tim Lopes

Quase 18 anos depois do assassinato do jornalista investigativo Tim Lopes, da TV Globo, executado em um dos principais redutos do tráfico de drogas do Rio, um grupo de advogados quer desarquivar o inquérito graças a uma mudança na lei.

Para os criminalistas, Elias Pereira da Silva, conhecido no país e no exterior como Elias Maluco, condenado a 28 anos e seis meses de prisão por ter sido o mandante do crime, é inocente.

A advogada Alexandra Oliveira Menezes teve o primeiro contato com Elias há cerca de dois anos a pedido de um outro detento, que era cliente dela.

Em janeiro do ano passado, firmou parceria com o escritório do criminalista Eduardo Mayr. “Julgamentos como o que condenou o Elias costumam levar o dobro do tempo. Há detalhes do processo que não foram explorados. Vamos remexer com uma história que já estava enterrada”, prevê Alexandra.

Segundo a defesa, Elias estava fora do Rio no dia do homicídio. Em outubro, o STF (Supremo Tribunal Federal) derrubou uma liminar que o colocaria em liberdade.

Com a publicação no Diário Oficial da União de um ato do Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em janeiro de 2019, os advogados foram autorizados a investigar por conta própria. A mudança, que atinge o Código de Processo Penal, fez com os defensores decidissem reabrir um caso já tido como resolvido pela Justiça.

“O Elias não é o monstro que foi apresentado para a sociedade. Na época, ele foi identificado como um dos nomes da criminalidade daquela região. A sociedade queria uma resposta rápida. Quando foi julgado, o Elias já tinha sido condenado pela opinião pública e pela mídia”, diz a advogada Alexandra Oliveira Menezes.

Na sexta-feira (17), a advogada visitou Elias, detido na Penitenciária Federal de Catanduvas (PR). Na próxima semana, a criminalista pretende visitar a pacata Mar de Espanha (MG), cidade com pouco mais de 12 mil habitantes próximo à divisa com o estado do Rio de Janeiro.

Ela quer localizar testemunhas que confirmem que Elias estava lá quando Tim Lopes foi capturado, torturado e executado enquanto fazia uma reportagem sobre prostituição de adolescentes em um baile funk na Vila Cruzeiro, zona norte do Rio, em 2002.

Segundo a advogada, Elias estava com o irmão, o tio, o primo e outros parentes. “É uma cidade muito pequena e com sinal fraco de telefone. O Elias não teria como ordenar o crime nessas circunstâncias”, argumenta.

A defesa também pretende intimar um dos réus do caso, que estava próximo ao local do crime quando Tim Lopes foi capturado por traficantes. A identidade desse réu é mantida em sigilo pelos advogados.

O chefe de investigações da Polícia Civil encarregado pela investigação na época, afastado do caso, também deve ser procurado.

Os advogados acreditam que podem comprovar que as ossadas encontradas em um cemitério clandestino na região, na verdade, não seriam de Tim Lopes. Se essa hipótese for confirmada, os criminalistas entendem que podem pedir a anulação do processo.

A diretoria da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) disse, em nota, que a reabertura do caso sem evidências consistentes da inocência de Elias pode agravar a impunidade em ataques contra jornalistas no país.

A entidade também alerta que, na época da condenação, o Judiciário encontrou elementos para relacioná-lo com o crime.

“À época do julgamento, a polícia, o Ministério Público e o Judiciário concordaram que havia indícios suficientes da participação de Elias Maluco no assassinato. Em 2009, um recurso da defesa para realização de um novo júri foi negado. A questão precisa ser avaliada com cuidado, já que a reabertura do caso sem novas provas relevantes agravaria a prevalência da impunidade de crimes contra jornalistas no Brasil”, diz a Abraji.

Procurada, a família de Tim Lopes não quis se manifestar. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro disse não ter elementos para se pronunciar.

João de Deus - preso - estupros - médium

Médium João Teixeira de Faria é condenado a 40 anos de prisão

O médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, 77, foi condenado nesta segunda-feira (20) a 40 anos de prisão em regime fechado por estupros cometidos contra cinco mulheres –duas do Rio de Janeiro, uma de São Paulo, uma de Brasília e outra do Rio Grande do Sul– durante atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO).

A sentença é da juíza Rosângela Rodrigues dos Santos, da comarca do município. A defesa tem dez dias para entrar com recurso.

A magistrada considerou como atenuante a idade do réu. “Contudo, esse fator foi compensado por um agravante: ele cometeu a violência sexual em razão de seu ofício”, informou o tribunal.

Essa é a terceira condenação do acusado. As penas somam 63 anos e quatro meses de reclusão. Já foram proferidas três sentenças de um total de 13. São 50 vítimas, no total. Destas, nove já tiveram os casos julgados. O réu está preso desde 16 de dezembro de 2018 no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ele responde, ainda, por outros nove crimes sexuais.

Em 19 de dezembro do ano passado, ele teve sua primeira condenação penal do tipo, a 19 anos e quatro meses de reclusão por quatro estupros.

Antes, já havia sido sentenciado a quatro anos de prisão por posse ilegal de arma de fogo. Contra ele há mais um processo por corrupção e por falsidade ideológica.

O processo está em segredo de justiça para preservar as identidades e a privacidade das vítimas.

O caso veio à tona numa sexta-feira, 7 de dezembro de 2018, quando o programa Conversa com Bial, da TV Globo, mostrou entrevistas de mulheres que afirmavam ter sofrido abusos no hospital espiritual em Abadiânia.

Na segunda-feira seguinte, o Ministério Público de Goiás divulgou um email para receber denúncias de eventuais vítimas. Em um ano, o órgão recebeu cerca de 350 denúncias.

A maioria das mulheres contou que o médium as chamava para atendimento individualizado num cômodo nos fundos da Casa Dom Inácio, local em que teriam ocorrido as violações.

presos - PCC - Paraguai - Pedro Juan Caballero - Mato Grosso do Sul

Dois foragidos de prisão no Paraguai são recapturados pela polícia

Policiais de Mato Grosso do Sul e do Paraguai recapturaram nesta segunda-feira (20) 2 dos 75 presos, muitos deles integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital), que escaparam da penitenciária de Pedro Juan Caballero, na fronteira do Paraguai com o Brasil, na madrugada de domingo (19).

A Polícia Civil de Ponta Porã, cidade na divisa com Pedro Juan Caballero, investiga se o brasileiro capturado Eduardo Alves da Cunha, 30, portava documentos ilegais e foi condenado com nome falso no Paraguai.

Um dia depois do caso na fronteira com Mato Grosso do Sul, 26 presos fugiram de outra região de fronteira e rota para o tráfico de drogas. Eles quebraram a parede da cela e usaram lençóis amarrados para escalar o muro na penitenciária Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco, no Acre. Um preso foi recapturado na tarde desta segunda.

O secretário-adjunto de segurança pública do Acre, coronel PM Ricardo Brandão, disse não descartar ligação entre a fuga local e a ocorrida no Paraguai.

Sozinho e descalço, Cunha foi preso por policiais militares de Mato Grosso do Sul do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), às margens de uma rodovia entre Ponta Porã e a cidade de Dourados, segundo informou o secretário de segurança pública, Antonio Carlos Videira.

O recapturado é de Imperatriz, no Maranhão. Segundo a PM, ele confessou ter fugido da penitenciária junto com os outros presos que estavam na ala do PCC. A Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública em Mato Grosso do Sul), porém, ainda mantém dúvidas sobre o real nome do foragido.

O nome de Eduardo Alves da Cunha consta na lista divulgada pela Polícia Nacional do Paraguai com os rostos dos 75 foragidos, mas o nome está destacado em vermelho depois que a polícia brasileira levantou suspeitas sobre a identidade.

O secretário de segurança do Mato Grosso do Sul declarou que, até agora, não foi possível encontrar dados sobre ele em nenhum estado brasileiro. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, que investiga o caso.

“Até o momento nós não localizamos nenhum estado brasileiro com esses dados. Essa pessoa pode ter sido inclusive processada, condenada, com outro nome. Os comissários estão na delegacia em Ponta Porã, os peritos, os copistas, também, porque pode ser que essa pessoa caiu, foi preso, no Paraguai, com nome falso, então a importância de se averiguar se este nome é verdadeiro”, disse Videira.

O outro preso recapturado foi localizado no Paraguai, pela Polícia Nacional do país vizinho. Segundo nota oficial no site do governo, ele se chama Sabio Darío González Figueredo, tem nacionalidade paraguaia e foi flagrado quando tentava se esconder em uma casa na periferia de Pedro Juan Caballero, a apenas 200 m da penitenciária de onde escapou.

Conforme noticiou a imprensa do Paraguai, a fuga, na verdade, pode ser sido uma liberação. É o que declarou o ministro do interior no Paraguai, Euclides Acevedo. “Foi encontrado um túnel e acreditamos que esse túnel foi um recurso enganoso para legitimar ou maquiar a liberação dos presos. Há cumplicidade com as pessoas de dentro da prisão e esse é um fenômeno que acontece em todas as penitenciárias”, afirmou o ministro do Interior do país, Euclides Acevedo, em nota publicada em site do governo.

O secretário de Justiça de Mato Grosso do Sul declarou que não é possível confirmar o número total de foragidos.

“Hoje nós temos 75, eles estão fazendo uma busca e confirmando, então esse número pode ser aumentado e também diminuir porque algumas dessas pessoas podem ter fugido no decorrer da semana. Não necessariamente todos saíram por esse túnel.”

seguro, dpvat, seguro obrigatório, restituição, devolução, líder, seguradora líder

Diferença do DPVAT atinge 4 milhões de donos de veículos

Mais de 4 milhões de proprietários de veículos em todo o Brasil têm direito à restituição da diferença do DPVAT. Esses motoristas têm direito à devolução porque pagaram o seguro obrigatório antes de sair a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que reduziu a cobrança.

O número, o dobro do informado na semana passada, foi atualizado nesta segunda (20), pela Seguradora Líder, administradora do seguro obrigatório, após contabilizar os pagamentos feitos via Detrans ou Secretaria Estadual da Fazenda.

De acordo com a Líder, o número ainda pode aumentar, devido aos prazos de compensação bancária de cada banco.

Até as 9h desta segunda, mais de 480 mil restituições já haviam sido processadas pelo site criado para receber os pedidos dos motoristas.

Deste total, foram 284 mil pedidos referentes automóveis, 161 mil de motocicletas e 35 mil de caminhões.

Tem direito à devolução quem pagou o DPVAT neste ano com o valor do ano passado. A medida ocorre porque o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, restabeleceu a redução dos valores do seguro obrigatório DPVAT no dia 9 de janeiro e milhares já haviam feito o pagamento do seguro obrigatório para regularizar seus veículos.

Com a medida, proprietários de moto vão pagar R$ 12,30, no lugar dos R$ 84,58 cobrados até 8 de janeiro. O seguro DPVAT deve ser pago, uma única vez ao ano, com cota única ou a primeira parcela do IPVA, acompanhando os calendários de cada estado.

Para pedir a restituição da diferença paga a mais, o proprietário do veículo deve se cadastrar neste site (clique aqui)  e informar CPF ou CNPJ, Renavam, email e telefone para contato, data em foi feito o pagamento, valor pago, banco e agência da conta-corrente ou poupança.

Confira o valor do DPVAT 2020

  • Tipo de veículo – Até 2019 – Valor em 2020
    • Carro – R$ 16,21 – R$ 5,23
    • Táxi – R$ 16,21 – R$ 5,23
    • Ônibus – R$ 37,90 – R$ 10,57
    • Micro-ônibus – R$ 25,08 – R$ 8,11
    • Ciclomotores – R$ 19,65 – R$ 5,67
    • Moto – R$ 84,58 – R$ 12,30
    • Caminhões – R$ 16,77 – R$ 5,78

+ Leia também:
DPVAT: site para devolução apresenta lentidão e instabilidade

alimentos

Consumo de alimento vencido pode causar intoxicação séria

Alimentos que estão com a data de validade vencida não devem ser consumidos, mesmo que apresentem um bom aspecto visual. Além de estarem mais propensos à ação de fungos e bactérias, substâncias dos próprios alimentos começam a se modificar, depois deste período, podendo causar intoxicações.

“Algumas propriedades do alimento, depois do prazo de vencimento, já não agem da mesma forma. É o bom-senso também. Isso não começa já no primeiro dia pós-vencido, mas é melhor evitar”, explica Thiago Gara, gastroenterologista do hospital São Luiz.

O médico explica que a data de vencimento só deve ser levada em consideração enquanto o alimento ainda está fechado. “Quando aberto, o que vale é o aspecto do alimento. Cor e cheiro, principalmente. Se estiverem diferentes do que normalmente aquele tipo de alimento deveria apresentar, não devem ser consumidos”, explica.

Ana Cristina de Castro Amaral, doutora em Medicina e médica assistente da disciplina de Gastroenterologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), concorda. “A margem de segurança provavelmente existe, mas a gente não pode ter garantia nenhuma.”

Ela explica que existem tempos diferentes para alimentos diferentes. “Depois de aberto ele vai se deteriorar mais rápido, existe o próprio contato com o ar.”

Sobre alimentos preparados, como arroz, feijão e carnes, Thiago Gara explica que não tem problema guardá-los na geladeira para consumo posterior. No entanto, ele alerta de que é importante sempre colocá-los em recipientes que possam ser tampados. “Quando você cobre, mesmo estando na geladeira, você aumenta a durabilidade do alimento.

Segundo Ana Cristina de Castro, médica da Unifesp, podem ser conservados na geladeira por até dois dias, normalmente, alimentos como carne moída, peru, carne cozida, peixe, marisco. Até quatro dias, molhos e sopas. Alimentos defumados como bacon podem esperar até sete dias.

“A grande maioria das pessoas não se atenta a isso, mas existe uma orientação de como guardar alimentos em geladeira. Inclusive, recomendações de quais prateleiras cada classe de alimento deve ficar”, afirma.

Os alimentos in natura, como carne fresca, podem ser congelados para consumir depois e devem ser descongelados na geladeira.

INFECÇÃO ALIMENTAR

A infecção alimentar é um termo genérico para qualquer infecção adquirida por meio da ingestão de água ou alimento contaminado. Ela pode ser provocada por bactéria, vírus ou parasita. Entre os principais sintomas estão diarreia, vômito, e nos casos mais graves, dor abdominal, febre, dor no corpo e desidratação. A doença é mais problemática para crianças, idosos e pessoas com doenças graves.

Na maioria das vezes, o corpo de um adulto consegue resolver este tipo de problema em até 48 horas. A indicação é tomar muito líquido e procurar tratamento médico se tiver mais que três evacuações por dia, diarreia com sangue, dor abdominal intensa, febre, calafrio e taquicardia.

Suco de fruta natural, chá, água de coco e isotônico são as melhores formas de se hidratar. Quem está em crise deve seguir uma dieta leve, sem alimentos gordurosos ou muito temperados. Entre as dicas para prevenir estão analisar a higiene dos locais quando precisar se alimentar fora de casa e evitar comer alimentos crus em locais em que não se conhece o preparo.

CUIDADOS

Não consuma alimentos vencidos

Observar o aspecto dos alimentos (cor e cheiro) mesmo daqueles que estão dentro da validade

Analisar a higiene dos locais quando precisar se alimentar fora de casa

Evitar comer alimentos crus em locais em que não se conhece a forma de preparo

Após aberto, a validade dos alimentos não conta mais. Deve-se ficar atento a forma de acondicionamento e aos aspectos como cor e cheiro

Alimentos in natura podem ser congelados, sem problema, mas deve-se evitar congelar novamente

NA GELADEIRA

Utilize recipientes com tampas
Não deixe latas abertas na geladeira
Não deixe a porta da geladeira aberta
Ovos não devem ficar na porta
Maionese, catchup e mostarda não devem ficar na porta da geladeira
Não forre as prateleiras, pois dificulta a circulação de ar frio
Limpe os alimentos antes de congelá-los, e embale em plásticos próprios para o congelamento

TEMPO DE VALIDADE DOS ALIMENTOS

Peixe: 1 dia
Frango: 2 dias
Carne: 2 dias
Salsichas e bacon: 7 dias depois de abertos
Sopas e carnes cozidas: 3 a 4 dias
Maionese industrializada: 2 meses depois de aberta
Frios: 3 dias
Ovos: 15 a 30 dias
Sobras: 1 a 2 dias
Leite: 2 dias depois de aberto
Doces: 3 dias
Legumes e frutas: 3 a 7 dias
Verduras e temperos: 2 a 3 dias
Molhos: 20 a 30 dias

INTOXICAÇÃO ALIMENTAR

É um termo genérico utilizado para caracterizar uma gastroenterite que suspeita-se que tenha sido causada por algum alimento. Os principais sintomas são diarreia, vômito e nos casos mais graves dor abdominal, febre, dor no corpo e desidratação. Pode gerar um quadro grave de saúde quando evolui para uma infecção.

DICAS

Tomar muito líquido
Procurar tratamento médico se tiver mais que três evacuações por dia
Dieta leve, sem alimentos gordurosos ou muito temperados durante a crise

Greta Thunberg é eleita personalidade do ano pela Time

Fórum de Davos: Greta é grande destaque; Doria e Huck farão discurso

O Fórum Econômico Mundial em Davos sucumbiu à pirralha. É da ativista ambiental sueca Greta Thunberg, 17, a voz mais esperada no encontro que reúne a partir desta segunda (20), nos Alpes Suíços, a elite financeira e política global.

Ao celebrar sua 50ª edição neste ano, o evento criado por Klaus Schwab em 1971 consolida a forma que vinha tomando nos últimos anos, com líderes nacionais e empresariais de cinco continentes circulando entre ativistas, artistas, acadêmicos e outros representantes da sociedade civil.

A participação de Greta em três sessões do evento sela essa transformação.

Depois de dois anos de estreia presidencial no evento, um com Michel Temer (MDB) e outro com Jair Bolsonaro (sem partido), o Brasil baixou a graduação de sua comitiva, que será chefiada pelos ministros Paulo Guedes (Economia) e Luiz Henrique Mandetta (Saúde), ladeados por parte da equipe econômica.

A missão de Guedes será apresentar aos investidores dados que possam convencê-los de que o Brasil engrenou um novo ciclo de crescimento.

Gustavo Montezano, presidente do BNDES, que tem destacado a importância das parcerias internacionais, faz sua estreia em Davos. Também acompanha a comitiva, Wilson Ferreira Júnior, presidente da Eletrobras, a estatal que encabeça a lista de privatizações do governo.

Dois aspirantes ao Planalto, porém, comparecerão – o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e o apresentador Luciano Huck falarão ao público na quinta (23), o primeiro sobre cidades do futuro e o último sobre a ebulição das ruas da América Latina.

Sem o presidente, a lista de empresários e executivos brasileiros também minguou, resumindo-se quase que a presidentes de bancos. A comitiva da área financeira brasileira conta com Itaú Unibanco, Bradesco, BTG Pactual e Safra.

Mas não foi só Bolsonaro que abriu mão do convite.

CHEFES DE ESTADO 

A lista de chefes de Estado e de governo neste ano está bem mais magra do que em seu auge, 2018, quando as calçadas escorregadias do resort de esqui de 11 mil habitantes que inspirou Thomas Mann a escrever “A Montanha Mágica” (1924) foram tomadas por mais de 70 comitivas de presidentes, premiês e monarcas.

Desta vez, serão 43, sendo 25 delas de europeus.

Com a adesão de última hora do americano Donald Trump, aumentaram as expectativas e o quórum. Sua ida, anunciada no início da semana, permanecia nos planos da Casa Branca e da organização até o início deste sábado (18). Mas estando Trump em pleno processo de impeachment, não se pode ter certeza.

A viagem ao exterior neste momento é talhada para ser lida como sinal de confiança de que o processo naufragará em um Senado de maioria republicana, o que é mesmo mais provável. Concretizada, porém, sua presença em Davos pode causar saias-justas.

Nos corredores acarpetados do centro de convenções o americano deve cruzar com (1) Greta, com quem mantém uma guerra verbal; (2) o vice-premiê chinês Han Zheng, com cujo governo trava uma guerra comercial em incipiente armistício; (3) o presidente iraquiano Barham Salih, cujo país foi usado pelos EUA como trampolim para uma quase-guerra com o Irã.

E (4) com o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, pivô da guerra política que Trump enfrenta em casa após virem à tona telefonemas em que exigia do europeu a cabeça de inimigos políticos para manter os aportes financeiros americanos a Kiev.

Saia-justa é o que Bolsonaro parece evitar ao desistir do evento e reduzir a delegação logo antes de seu amigo americano confirmar presença.

Com as queimadas na Amazônia e os incêndios em curso na Austrália para mantê-las vivas no debate, o brasileiro seria inevitavelmente cobrado por sua inação ambiental, já que, sob o tema “Interessados em um mundo sustentável e coeso”, a ecologia e a sustentabilidade são o trilho principal do encontro neste ano (com saúde, trabalho, desigualdade social e os de praxe: negócios, tecnologia, geopolítica).

E ainda poderia ter que ouvir um sermão de Greta, a quem definiu como “pirralha”.

É sintomático e estratégico, portanto, que esteja na delegação o cientista Carlos Nobre, presidente da Academia Brasileira de Ciência e respeitado pesquisador do aquecimento global, mas não o ministro do Ambiente de Bolsonaro, Ricardo Salles.

O governo parece já ter suficientes escândalos com os quais lidar, e expor Salles a perguntas sobre a Amazônia de gente como Greta, Al Gore e o príncipe Charles não ajuda.

Nobre, por sua vez, foi escalado para três sessões oficiais sobre clima e ambiente. É o mesmo número da estrela da equipe, Paulo Guedes, que falará sobre indústria na terça, crescimento e inclusão social na quarta e dólar na quinta.

O que faz Davos ter o peso que tem para definir a agenda de política e negócios do ano que começa, entretanto, é menos os palcos e mais seus corredores, que fervilham com encontros bilaterais.

O governador de São Paulo não ficou muito atrás. A agenda preliminar de Doria somava 17 encontros bilaterais com executivos e representantes de governo, além de almoços e jantares de negócios.

Ao falar da viagem na sexta (17), o tucano alfinetou Bolsonaro ao dizer que é o único no Executivo do país a participar do evento três vezes seguidas.

No vídeo para convencer investidores estrangeiros a colocarem dinheiro em São Paulo, nova cutucada: a produção elétrica que descreve o estado como ponto de convergência global mostra São Paulo praticamente independente do Brasil e seus problemas, e enfatiza o respeito ao Acordo de Paris sobre o Clima, que Bolsonaro desdenha e a nova cartilha empresarial ama.

O palco principal do evento, porém, não deve apresentar maiores emoções. Além de Trump e do vice-premiê chinês, os demais líderes a discursar ali serão o iraquiano Salih, a alemã Angela Merkel, que deixa a política no ano que vem, o espanhol Pedro Sánchez, que acaba de sobreviver a uma crise doméstica, o italiano Giuseppe Conte, o paquistanês Imran Khan e o príncipe Charles, num furacão familiar após seu filho caçula se afastar da realeza.

Greta ainda não pisa ali – por ora.

AGENDA 

Veja os discursos” em www.weforum.org
Terça (21)
7h30: Donald Trump (EUA)
10h15: Han Zheng (China)*

Quarta (22)
7h: Pedro Sánchez (Espanha)
10h40: Pr. Charles (R. Unido)
11h30: Imran Khan (Paquistão)
14h: Barham Salih (Iraque)

Quinta (23)
10h15: Angela Merkel (Alem.)
12h: Giuseppe Conte (Itália)

Corinthians leva virada de colombianos, e vê Palmeiras faturar Florida Cup

O Corinthians foi derrotado pelo Atlético Nacional por 2 a 1 na noite deste sábado (18), em Orlando, nos Estados Unidos, e viu o Palmeiras conquistar a Florida Cup. A equipe do técnico Tiago Nunes, que brigava diretamente com o rival pela conquista, abriu o placar com Ramiro na etapa inicial. Torres empatou ainda antes do intervalo. No fim, Gómez virou a partida.

Com o resultado, o Corinthians terminou a competição com três pontos -na primeira rodada, venceu o New York City por 2 a 1. Já o Palmeiras somou cinco pontos, contra quatro do Atlético Nacional e nenhum da equipe norte-americano.

O time corintiano conseguiu mais uma vez se impor diante de um adversário, mas desperdiçou muitas chances nos dois tempos. Assim como vez na estreia, tomou conta do meio-campo e viu Ramiro marcar aos sete minutos depois de um cruzamento na medida de Lucas Piton.

Nos lances derradeiros do primeiro tempo, Torres subiu mais que Gil e empatou. No segundo tempo, depois de muitas mudanças nos dois times, Gómez concluiu dentro da área, sem chance para Walter.

O Corinthians volta a campo na próxima quinta-feira (23) para enfrentar o Botafogo-SP pela estreia do Campeonato Paulista. O duelo começará às 21h30. O time corintiano, campeão das últimas três edições do Estadual, busca um inédito tetracampeonato.

palmeiras

De virada, Palmeiras vence o New York City pela Florida Cup

O Palmeiras venceu o New York City FC por 2 a 1 na tarde deste sábado (18), em Orlando, em partida válida pela Florida Cup. Os gols foram marcados por Lucas Lima e Willian.

Com o resultado, a equipe de Vanderlei Luxemburgo foi aos 5 pontos e ainda pode ser campeã do torneio, dependendo do resultado do jogo do Corinthians, que enfrenta o Atlético Nacional-COL, às 19h30.

Nos acréscimos de um primeiro tempo equilibrado, no qual as duas equipes tiveram chances, a equipe americana abriu o placar. O canadense De Rosário se antecipou a Felipe Melo para aproveitar cruzamento da direita e cabecear para o gol defendido por Weverton.

No segundo tempo, o Palmeiras chegou ao empate num lance de sorte. Lucas Lima tentou cruzar, a bola desviou na zaga adversária e Willian tentou desviar. Não conseguiu, mas ainda assim enganou o goleiro do New York City e a bola acabou dentro do gol, aos 11 do segundo tempo.

Aos 28, após falha da defesa da equipe americana, Zé Rafael roubou a bola e tocou de cabeça para Willian virar o placar.

O Palmeiras estreou na competição na última quarta (15). Após empate sem gols com o Atlético Nacional-COL, a equipe venceu nos pênaltis por 10 a 9.

No regulamento da competição, partidas que terminam empatadas vão para os pênaltis, onde os adversários disputam um ponto extra. Quem vence a disputa sai da partida, então, com dois pontos.

A equipe volta a campo, já pelo Campeonato Paulista, na próxima quarta-feira (22), quando enfrenta o Ituano, às 19h15, em Itu.