A Expodireto Cotrijal, que acontece no Rio Grande do Sul,  é uma das maiores feiras do agronegócio internacional. Focada em tecnologia e negócios, contribui de forma decisiva para o desenvolvimento do setor. O principal objetivo é aproximar o produtor do conhecimento, das informações, da tecnologia consagrada e sacramentada nos órgãos de pesquisa ou nas empresas privadas, de ótimas oportunidades de negócios e também de importantes debates ligados ao meio rural. A ampla programação encurta caminhos entre as fontes geradoras de tecnologia e o produtor rural.

Desafios do agronegócio na era da tecnologia

Um dos tradicionais eventos do primeiro dia da Expodireto é o Fórum Bandeirantes de Ideias. A atividade chega na sua 12ª edição com o tema “Os desafios do agronegócio na era tecnológica”. A jornalista e editora de agronegócio do Grupo Bandeirantes, Lizemara Prestes, mediou o painel, que contou com a participação da senadora Ana Amélia Lemos, do secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, e do jornalista e apresentador do canal Terra Viva Silmar Müller. A conversa aconteceu na Casa da Cotrijal, na feira.

O presidente da Cotrijal, Nei César Mânica, destacou que as comunidades urbanas estão entendendo cada vez mais a importância do homem do campo, valorizando o trabalho. “Ficamos felizes por uma cidade de 18 mil habitantes conseguir mobilizar mais de 250 mil pessoas em cinco dias, tendo o suporte de uma infraestrutura local e regional. Estamos juntos em prol do desenvolvimento do estado,” disse.

Já o vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli, exaltou o crescimento da feira. “Há cada ano me entusiasmo mais quando chego. Devemos parabenizar a qualidade do evento e por este esforço da Cotijal em fazer a diferença em um setor que é extremamente competitivo. A Cotrijal é o exemplo destes gaúchos que dão certo,” salientou o vice-governador.

Brasil alimenta o mundo

Eumar Novacki, que em outras oportunidades afirmou que o agronegócio é a locomotiva da economia brasileira, responsável por um de cada três empregos criados e respondendo por quase metade das exportações brasileiras, destacou que o Brasil tem um papel fundamental na segurança alimentar mundial. “O Brasil alimenta hoje mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo e também possui um papel fundamental na preservação da biodiversidade do planeta. Nós queremos que o mundo reconheça esse esforço e o desafio é produzir cada vez mais, com menos dispêndio de recursos naturais e isso será feito através de pesquisa e tecnologia”, pontua Novacki.

Defensora do uso das tecnologias para impulsionar o agronegócio, a senadora Ana Amélia Lemos destaca que em um ambiente de evolução tecnológica crescente é necessário um embate efetivo por parte dos produtores de forma que o setor cresça e se desenvolva. “É necessário agilizar, desburocratizar o sistema. Não é possível que o produtor suba pelo elevador e o setor do governo regulador suba pela escada. Não é possível aceitar esse descompasso”, afirma.

Referência em tecnologia

Encerrando o painel temático, o jornalista e apresentador do canal Terra Viva, Silmar Müller, agradeceu pelo convite para participar de um evento tão importante como a Expodireto e destacou que a feira é referência não só no Brasil, mas na América Latina como um todo, sendo um exemplo de tecnologia, que é o que impulsiona este país em direção do seu futuro grandioso. “O investimento em novas tecnologias permite que no futuro se tenha condições de aumentar a sua produção, dobrando-a, proporcionando aumentos mais velozes de produtividade, significa possivelmente a necessidade de uma nova revolução verde que permita que o Brasil consiga cumprir esse papel que lhe é reservado”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Expodireto Cotrijal