BBB21: Gilberto ameaça falar mal de Bolsonaro e se assusta com alerta para Fiuk

Doutorando em economia, Gilberto (Pipoca) foi um dos jogadores mais alegres na social de confraternização desta terça-fe..

Redação - 27 de janeiro de 2021, 12:33

Reprodução/Globo
Reprodução/Globo

Doutorando em economia, Gilberto (Pipoca) foi um dos jogadores mais alegres na social de confraternização desta terça-feira (26) no BBB21 (Big Brother Brasil). Quando o assunto passou pela política, o brother ameaçou falar sobre o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), mas não concluiu o raciocínio.

“O Brasil tá lascado! Por que... o governo... pode falar do governo... posso falar mal? Vai dar ‘piii’?”, comentou em conversa com as sisters Lumena, Camilla de Lucas e Karol Conká.

Antes mesmo de terminar a frase, o grupo ouviu o alarme sonoro da direção do BBB21. Sem saber que o alerta era para Fiuk, os jogadores se assustaram, temendo uma punição.

Posteriormente, Gilberto e as meninas viram pelo telão que o alarme não era para eles, mas para Fiuk. Apesar disso, mudaram de assunto e não comentaram mais sobre economia, sobre política ou sobre Bolsonaro.

https://twitter.com/kyliemotivada/status/1354304105561399296

Apesar de os jogadores serem livres para conversar e debater qualquer assunto, o BBB21, assim como outras edições do reality show, evitam assuntos em que possa existir conflitos de interesse.

Políticos, clubes de futebol e artistas têm nomes evitados nas conversas. E direção do reality show também costuma cortar as cenas – mesmo no pay-per-view do BBB21 (Big Brother Brasil) – que caminham para assuntos deste tipo. Quando os jogadores insistem no tema, podem ser alertados com um aviso sonoro ou até mesmo punidos.