câmara de apucarana
Compartilhar

Lava Jato foi um alívio para empresários, desabafa executivo

Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, o empresário Mariano Marcondes Ferraz, da empresa Decal do Brasil, afirm..

Jordana Martinez - 17 de outubro de 2017, 17:17

Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, o empresário Mariano Marcondes Ferraz, da empresa Decal do Brasil, afirmou que a Operação Lava Jato “foi um grande alívio para vários empresários".

A afirmação foi feita quando Moro questionou sobre os pagamentos feitos pela Decal ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que teriam começado em 2011, renovados em 2012 e suspensos em fevereiro de 2014.

"O pagamento parou porque, enfim, foi o início da operação Lava Jato. Na verdade essa operação para mim foi... é um grande alívio para vários empresários que sofreram essa mesma situação", desabafou.

O executivo é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro por pagar US$ 868.450,00 em propina à Petrobras para a renovação de obras no Porto de Suape, em Pernambuco.

"É uma situação que eu me arrependo muito por isso... é... a minha vida mudou completamente... eu estou morando no Brasil há um ano, longe da atividade, estou afastado das empresas, tenho meus filhos morando fora. É uma coisa (pagamento de propina) que certamente eu garanto que nunca mais vai acontecer, mas me arrependo muito do que foi feito”, disse.