câmara dos deputados
Compartilhar

Jogo histórico, diz Matheus Costa sobre Paraná e Inter

O Paraná Clube tem um jogo importante nesta terça-feira (3), quando recebe o Internacional, às 20h30, na Arena da Baixad..

Francielly Azevedo - 02 de outubro de 2017, 16:35

O Paraná Clube tem um jogo importante nesta terça-feira (3), quando recebe o Internacional, às 20h30, na Arena da Baixada. A promessa é de casa cheia, já que os 40 mil ingressos colocados à venda foram adquiridos pela torcida. Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (2), o técnico Matheus Costa garantiu que o grupo permanece com os pés no chão, mas não escondeu a ansiedade e classificou o duelo como "histórico".

"É um jogo histórico, estamos jogando na casa do adversário, com 40 mil pessoas, a torcida esgotou os ingressos em dois dias e sabemos que uma vitória amanhã, mesmo que de forma temporária, nos deixa na vice-liderança da competição, fato que não tínhamos conquistado ainda. Tudo isso serve como motivação", disse.

Paraná Clube e Internacional tem campanhas parecidas na competição. As duas equipes são donas dos melhores ataques da Série B, o Colorado balançou as redes 43 vezes, enquanto o Tricolor anotou 39 gols. Os dois também são donos das defesas menos vazadas, os gaúchos levaram 19 gols, já os paranaenses foram furados 20 vezes (dividindo o posto com América-MG, que também tem 20).

"É um jogão, os números provam isso, pelo momento que as duas equipes vivem, pelo contexto do jogo, por estar o estádio cheio, será um grande jogo. Nós temos um fator positivo: estamos com a torcida ao nosso favor, então é procurar levar isso, sabendo da responsabilidade", avaliou.

Time

O clima é de mistério, Matheus Costa preferiu fechar os treinamentos e não revelar as estratégias para imprensa. O Tricolor tem como desfalque o volante Leandro Vilela, que sofreu uma lesão na rodada anterior, e o retorno de Robson, após cumprir suspensão.

A escalação mais provável tem o atacante Robson entrando como titular e assim sacando Vitor Feijão da equipe. A opção para o lugar de Vilela seria Vinicius Kiss. Mas o treinador não deixou pistas.

"A gente vai segurar essas situações, não vamos passar quem inicia o jogo. Obviamente vai ter mudanças. O Vilela não inicia o jogo. O Robson retorna como uma das opções. Mas não vamos definir a escalação", ressaltou Matheus.

Mesmo sem a confirmação do professor, o Paraná deve entrar em campo com Richard; Cristovam, Brock, Maidana, Igor; Gabriel Dias, Vinícius Kiss (Jhony), Renatinho e João Pedro; Robson e Alemão.