câmara dos deputados
Compartilhar

Paraná perde para União Beltrão na abertura do Paranaense

O Campeonato Paranaense de 2018 começou com zebra. Melhor fisicamente e mais entrosado por estar há mais tempo se prepar..

Roger Pereira - 17 de janeiro de 2018, 23:46

O Campeonato Paranaense de 2018 começou com zebra. Melhor fisicamente e mais entrosado por estar há mais tempo se preparando para o torneio, o União Beltrão, que retorna à primeira divisão estadual depois de 38 anos, venceu o Paraná Clube por 2 a 1 em Francisco Beltrão.

Com um elenco recheado de novidades (9 jogadores do time que subiu para a série A do Brasileirão deixaram o clube) o Paraná encontrou muitas dificuldades e abusou das falhas individuais, acabando derrotado pela equipe do interior.

O primeiro gol do Campeonato Paranaense de 2018 saiu numa trapalhada da defesa paranista. Aos 19 minutos, depois de um chutão da zaga do União, Vieira desviou de cabeça no meio de campo uma bola que parecia que ficaria de graça para a defesa paranista. Rayan tomou a frente mas, afobou-se e bateu contra a própria meta, pegando o goleiro Hugo adiantado. O goleiro paranista ainda conseguiu recuar para fazer a defesa, mas ao tentar espalmar para escanteio, a bola, caprichosamente, caiu sobre o travessão e voltou para dentro da pequena área tricolor. Aí, Marquinhos Cambalhota, embolado com a zaga paranista, conseguiu empurrar para o gol.

A falha defensiva abalou todo o time paranista em campo e o time de Beltrão começou a dominar as ações da partida. Tanto que, aos 39 minutos, conseguiu cavar uma falta na entrada da área. Thiaguinho cobrou na cabeça de Lucas Vieira, que ampliou o placar.

O Paraná controlou os nervos no segundo tempo e voltou a pressionar o time da casa, transformando o goleiro do União Beltrão, Marcos Paulo, num dos destaques da partida. De tanto insistir, o Tricolor chegou ao gol aos 20 minutos, com Felipe Augusto. Contando com a sorte, o atacante ariscou de fora da área, a boa desviou na zaga e entrou no canto oposto de Marcos Paulo.

Com o 2 a 1 no placar, os 30 minutos finais (o jogo foi até os 50’) foi de um duelo do ataque paranista contra a defesa do União, que ainda conseguiu pelo menos mais uma chance no contra-ataque. Foi um verdadeiro bombardeio tricolor à meta de Marcos Paulo que garantiu o placar, inclusive com um milagre ao fazer duas defesas em sequência aos 46 minutos.