câmara dos deputados
Compartilhar

Richard enaltece a torcida do Paraná: o futebol tem que ter emoção

Com Francielly AzevedoFundamental na vitória do Paraná por 1 a 0 diante do Internacional, o goleiro Richard contr..

Roger Pereira - 04 de outubro de 2017, 00:00

Com Francielly Azevedo

Fundamental na vitória do Paraná por 1 a 0 diante do Internacional, o goleiro Richard contrariou o técnico Matheus Costa, que disse que o clima da Arena da Baixada, com recorde de público, não influenciou no comportamento do time em campo, e que a vitória foi construída graças à frieza e obediência tática dos jogadores, e destacou a importância de toda a atmosfera criada para o jogo para que o Tricolor triunfasse diante do líder da Série B.

“Que festa! A torcida foi sensacional. A gente esperava uma festa grande, mas, quando a gente viu o mosaico, aquela coisa toda, deu um empurrão legal”, disse Richard, que começou a entrevista coletiva pedindo para que os repórteres falassem alto porque ele estava meio surdo com o barulho do estádio. “Todos nós ficamos emocionados ao final da partida, pelo que a torcida fez, pelo que a torcida vem fazendo. Isso é importante. O futebol tem que ser desse jeito, tem que ter emoção”.

O goleiro contou que, durante toda a semana, o elenco acompanhou a mobilização para lotar a Arena da Baixada. “A gente estava acompanhando desde a venda dos ingressos. Sabia que ia ter casa cheia. O jogo foi muito difícil, e a torcida nos ajudou muito, até no momento do jogo em que tivemos que nos defender”.

Questionado se os jogadores pediriam para a diretoria para voltar a jogar na Arena, Richar desconversou. “A gente fala que quanto mais gente no campo melhor. A Arena tem bastante espaço, mas lá na Vila a gente é forte, a gente joga muito bem e a torcida também vai em peso. A torcida gosta de lá e a gente também gosta de lá. Seja onde for que a gente jogar, se a torcida fizer o que fez hoje, a gente não deixa escapar essa vaga na Série A.

O goleiro disse que o elenco está fechado em conquistar o acesso para retribuir o apoio que vem recebendo das arquibancadas, mas passou responsabilidade também para a torcida, que precisa seguir mobilizada. “Agora a responsabilidade é maior ainda, para nós e para a torcida também, pois esperamos que esse apoio se repita nos próximos jogos. E já tem o Criciúma semana que vem, na Vila”