câmara federal
Compartilhar

Correios deixam de oferecer Banco Postal

Lucian Picheti, CBN Curitiba Por causa da violência, os Correios vão deixar de prestar serviços bancários, dentro..

Redação - 26 de setembro de 2017, 10:45

Lucian Picheti, CBN Curitiba

Por causa da violência, os Correios vão deixar de prestar serviços bancários, dentro do Banco Postal, em todo o país. Os Correios confirmaram o encerramento destas atividades em todas as 1.836 unidades em que o serviço é oferecido a partir do dia 11 de outubro. No Paraná, 412 unidades têm o Banco Postal – 12 em Curitiba. Isso significa que, quando o Banco Postal terminar, as agências deixarão de prestar serviços como pagamento de contas, abertura de contas bancárias e empréstimos e pagamentos do INSS.

Esse tipo de serviço é essencial em cidades pequenas, que não contam com agências bancárias.

Segundo os Correios, a manutenção do Banco Postal dependia da adoção de ações de segurança adicionais, já que as agências se tornaram alvo de criminosos atrás do dinheiro a mais que circulava por causa destes serviços. No entanto, o aumento do aparato de segurança se tornaria inviável por causa dos altos custos.

Em nota, a empresa afirma que os demais serviços continuarão a ser prestados normalmente. As 412 unidades do Paraná vão manter atendimento normal de todas as soluções postais, já que apenas os serviços de correspondente bancário serão suspensos.

Greve

Os funcionários dos Correios da Federação Interestadual dos Sindicatos dos trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) vão fazer assembleias nesta terça-feira (26) para decidir se aceitam propostas do acordo coletivo para o biênio 2017-18 negociados na última sexta (22). A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) entrou em greve na última sexta-feira (22).

Os Correios propõem o reajuste de salário de 3% a partir de janeiro do próximo ano.