câmara municipal de apucarana
Compartilhar

Barbeiragem em rodovia leva à prisão suspeito de participar de assalto cinematográfico

Foragido da Justiça do Rio Grande do Sul, um homem de 34 anos, suspeito de participar de um roubo cinematográfico a carr..

Narley Resende - 18 de agosto de 2017, 17:01

Foragido da Justiça do Rio Grande do Sul, um homem de 34 anos, suspeito de participar de um roubo cinematográfico a carro forte no dia 28 de julho, na BR-277, que liga Curitiba ao litoral do Paraná, foi apresentado nesta sexta-feira (18) pela Polícia Civil. Ele foi preso após se envolver em um acidente na BR-116, entre Curitiba e São Paulo, na quinta-feira (17). Ele perdeu o controle da BMW que dirigia e bateu contra uma carreta.

O caminhão tombou e bloqueou a rodovia. Vendo o que tinha feito, o homem tentou fugir, mas foi preso a dois quilômetros do local do acidente pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele estava com documentos falsos e R$ 228 mil em espécie. A situação levantou suspeita dos agentes que encaminharam o homem ao Centro de Operações Policiais Especiais (Cope).

O homem teria confessado a participação no assalto a carro forte. "Oficialmente ele se reservou ao direito de permanecer calado e se manifestar somente em juízo por orientação do advogado dele. Mas informalmente aqui ele informou que participou, indicou alguns nomes, deu algumas pistas valiosas", disse o delegado-chefe do Cope Rodrigo Brown.

Além do dinheiro o homem estava com uma pistola e passagens aéreas e um pacote de turismo comprado. Ele tinha intenção de viajar a Porto de Galinhas, em Pernambuco. "Ele estava gastando, de férias. Queria passar dez dias na praia", diz o delegado.

A numeração do dinheiro foi conferida pela polícia e é a mesma dos valores levados no assalto, segundo o Cope.

Assalto cinematográfico

O assalto da BR-277, o terceiro deste ano no trecho, envolveu oito indivíduos que estavam em dois carros. Eles abordaram o carro-forte da empresa Proforte, no km 38, com armas calibre 50 e 762, ambas de uso restrito.

Os ladrões chegaram a trocar tiros com os vigilantes. O motorista e um caminhoneiro que passava no sentido oposto da rodovia foram baleados.

Após render os vigilantes, os bandidos explodiram o carro-forte para ter acesso ao dinheiro. A quantia exata não foi revelada. Eles incendiaram veículos e usaram miguelitos (pregos torcidos) para furar os pneus de quem passasse pela rodovia.

Na fuga, os assaltantes cruzaram com uma viatura do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e houve intensa troca de tiros. O grupo fugiu em direção a Paranaguá e não foi mais localizado.

Na ocasião, a rodovia, uma das mais movimentadas do Paraná, ficou bloqueada por quatro horas. Diversas imagens e áudios registrados por pessoas que passavam pelo local circularam pela internet.

Acidente e prisão

Na manhã de quinta-feira (17), segundo a PRF, o homem dirigia em alta velocidade e bateu na lateral de uma carreta, que tombou no km 119 da rodovia. Mesmo com o carro avariado, ele fugiu do local do acidente e parou em um posto de combustíveis em uma avenida de São José dos Pinhais, na região metropolitana da capital.

O caminhoneiro, que teve ferimentos no rosto, conseguiu relatar a agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) as características do carro que bateu contra o caminhão dele. Minutos depois, um motociclista informou aos policiais que havia um automóvel BMW com marcas de acidente em um posto de combustíveis na Avenida Rui Barbosa.

Ao chegar ao posto, a equipe da PRF visualizou um homem que procurava se distanciar do veículo suspeito, um BMW 328I. Abordado, ele admitiu que saiu do local do acidente, alegando que estaria com uma grande quantidade de dinheiro.