camara municipal
Compartilhar

Motoristas do aplicativo Uber protestam no Barigui

Repórter Lucian Pichetti/ CBNCuritibaO protesto, em forma de carreata, começou às 10 horas da manhã desta segunda..

Jordana Martinez - 26 de fevereiro de 2018, 15:49

Repórter Lucian Pichetti/ CBNCuritiba

O protesto, em forma de carreata, começou às 10 horas da manhã desta segunda-feira (26). Segundo os organizadores, a manifestação é contra a aprovação, na Câmara Federal, da chamada “Lei do Retrocesso”, que inviabilizaria os aplicativos de mobilidade urbana.

De acordo com o representante da Uber na Região Sul, André Monteiro, a empresa não organizou o protesto. Segundo ele,  se os deputados aprovarem o projeto com as mudanças propostas, como por exemplo a placa vermelha, a categoria corre o risco de ser extinta.

 

O projeto é extremamente criticado por todas as empresas de aplicativos de transporte, como Uber, Cabify e 99, por inviabilizar a operação de seus serviços no Brasil. Segundo, as companhias, a aprovação da lei seria o fim desse módulo de transporte no país.

Confira a nota na íntegra:

“Os motoristas parceiros têm liberdade e autonomia para protestar contra a Lei do Retrocesso que está prevista para ser votada nesta terça-feira, 27, na Câmara dos Deputados. Caso o texto do Senado não seja aprovado pelos deputados, haverá um enorme impacto aos 500 mil motoristas parceiros da Uber, em todo o Brasil, que geram renda para suas famílias. Entendemos que a manifestação é um direito de todos e, como autônomos, todos os motoristas têm o direito de se expressar, com responsabilidade e dentro do que permitam as leis. O ato não está sendo organizado pela empresa, que terá seu aplicativo funcionando normalmente. No entanto, como soubemos que o protesto pode acontecer, trabalhamos em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública do estado.”