pleskmanager_rj929zf5
Compartilhar

Brasileiro não pode se corromper pelo voto, diz Renata Bueno

 A Lava Jato, inspirada na operação Mãos Limpas, realizada há 20 anos na Itália e que passa, agora, por um p..

Redação - 15 de janeiro de 2018, 10:43

 

A Lava Jato, inspirada na operação Mãos Limpas, realizada há 20 anos na Itália e que passa, agora, por um processo de reavaliação, está no caminho certo e deverá obter os resultados desejados. A observação é da deputada italiana, a ítalo-brasileira, Renata Bueno, para quem é preciso do apoio da sociedade brasileira que, na sua opinião, ainda não tem a conscientização do exercício democrático e de cidadania sobre o bem público.

“Por mais que se fale e se mostre os problemas relacionados à corrupção e à política do toma lá dá cá, a maioria dos eleitores brasileiros, na hora do voto, se corrompe e se esquece do que realmente é bom e necessário para o Brasil se desenvolver politicamente”, disse Renata Bueno. Ela também lembra que é preciso ter cuidado com o poder que se dá à justiça, em especial ao Ministério Público e que a responsabilidade deve ser do próprio político que se elegeu pelo voto direto.

A ítalo-brasileira, Renata Bueno, que iniciou sua carreira política como a mais jovem vereadora de Curitiba e venceu as eleições para deputada no parlamento italiano, esteve no Paraná Portal para falar sobre sua reeleição às eleições italianas que serão realizadas no dia quatro de março. Renata Bueno pretende conquistar 30 mil votos. Ela é candidata em toda a América Latina. Acompanhe sua entrevista.