Mais duas mortes por dengue são confirmadas no Paraná

Mariana Ohde

O boletim semanal da Secretaria da Saúde confirmou mais dois óbitos por dengue no estado, ambos em Londrina: um homem de 40 anos e uma mulher de 63. São casos autóctones, ou seja, a doença foi contraída na cidade. Londrina já tinha registrado outras duas mortes no mês passado.

Até agora, o Paraná registrou cinco mortes por dengue. Além das quatro mortes em Londrina, um óbito foi registrado em Cascavel.

Os municípios em alerta para epidemia são Londrina, Foz do Iguaçu, Cianorte e Jacarezinho. Os municípios com epidemia confirmada são Missal, Anahy, Nova Olímpia e Andirá.

Dez municípios apresentaram casos de autoctonia pela primeira vez. São eles Irati, Marmeleiro, Santa Tereza do Oeste, Goioerê, Mamborê, Quinta do Sol, Brasilândia do Sul, Mariluz, Congoinhas, Nova Fátima e São Jerônimo da Serra.

O levantamento da semana tem 561 novos casos no estado. Agora são 3.114 casos confirmados contra os 2.553 da semana anterior.

A Secretaria da Saúde do Paraná fez um alerta sobre a importância de combater o mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti. É preciso eliminar qualquer acúmulo de água parada, onde o mosquito coloca seus ovos.

O Aedes aegypti também transmite a chikungunya e o Zika vírus.

Casos no Brasil

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil já soma 322 mil casos de dengue até 30 de março. O número representa um aumento de 40% em duas semanas. Em 16 de março, eram 229 mil casos. Em relação ao mesmo período do ano passado, o crescimento é de 303%.

Atualmente, a região com maior número de casos da dengue é o Sudeste, com 213 mil casos, seguido pleo Centro-Oeste, com 56 mil casos.

Com informações da Agência Estadual de Notícias

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal