Novo hospital Erastinho deve triplicar atendimento infanto-juvenil

Vanessa Fernandes - CBN Curitiba

Na semana que marca o dia mundial do câncer, lembrado no dia 4 de fevereiro, uma importante notícia para o tratamento da doença: o início das obras do Hospital Erastinho, voltado ao atendimento exclusivo do público infanto-juvenil.

A empresa responsável pela construção do Erastinho assumiu os trabalhos no dia 28 de janeiro. O superintendente do Hospital Erasto Gaertner, Adriano Lago, afirma que o inicio da obra é a concretização de um antigo projeto da instituição. “A gente espera que esse projeto traga duas grandes conquistas para o Paraná. A primeira é a gente tem um hospital dedicado e exclusivo, com seus fluxos, arquitetura, pessoal e treinamento para a população pediátrica e infanto-juvenil. E a segunda conquista que é a atual pediatria, os mil metros quadrados que temos hoje, serem dedicados a projetos para ampliar o atendimento da população adulta”, explica.

De acordo com o superintendente do Erasto Gaertner, com a ampliação do atendimento infanto-juvenil o Erastinho passará dos atuais 200 atendimentos anuais de novos casos oncológicos para 600 atendimentos anuais. “A gente vai triplicar nossos atendimentos. Vamos dobrar nossa área, nosso número de leitos, e essa estrutura dobrada vai triplicar o atendimento”, garante.

A previsão de conclusão da obra é de 15 meses, sendo a inauguração do Hospital Erastinho prevista para o primeiro semestre de 2020. Com a construção do Erastinho, a ala pediátrica será totalmente transferida para o novo prédio, que possibilitará a reformulação dos espaços, tornando-os mais humanos, induzindo um novo tipo de tratamento, focado no paciente, com melhor infraestrutura e tecnologia.


O Hospital Erastinho custará R$ 24 milhões, destes R$ 12 milhões são do governo estadual, em acordo assinado em março de 2017.  A outra metade cabe à instituição arrecadar e, para isso, diversas ações estão em andamento.

O superintendente Adriano Lago faz um apelo para que a população participe da construção do Erastinho. “50% de todo esse projeto vem dos cofres do governo do estado e os outros 50% são uma contrapartida da instituição, que provavelmente vai colocar recursos próprios. Temos pacotes comerciais para oferecer a empresas que queiram ter seu nome atrelado ao Erastinho, assim como doações espontâneas que podem ser feitas no site”, afirma.

Além do site do Erastinho, a sociedade também pode colaborar apadrinhando o projeto, entrando em contato com o telemarketing pelo 0800 643 4888.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook