Homem rouba bicicleta da Yellow para viajar mais de 500km e acaba preso na estrada

Vinicius Cordeiro

bicicleta yellow

Um homem foi preso na tarde desta segunda-feira (1) por ter roubado uma bicicleta do aplicativo Yellow no Parque Barigui, um dos principais pontos turísticos de Curitiba. O indivíduo acabou confessando à equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que iria até Toledo, cidade no oeste do Paraná. Ou seja, ele iria pedalar por 540 km.

Na estimativa do Google Maps, a viagem de bicicleta demoraria 34 horas. Já de carro, o trajeto é demora um pouco mais do que sete horas. Ou seja, ele iria gastar quase cinco vezes mais tempo com a bike.

O detalhe é que o homem foi detido já no município de Balsa Nova, região metropolitana de Curitiba. Isso quer dizer que ele já havia percorrido cerca de 40 km desde que saiu de Curitiba.

PRISÃO

A PRF realizava rondas na BR-277, no sentido interior, quando visualizou o ciclista transitando com uma bicicleta de aplicativo de compartilhamento. A equipe decidiu abordar o sujeito por estranhar a utilização do equipamento em um local tão longe de Curitiba. Ao se aproximar, verificaram que o dispositivo de segurança estava rompido e efetuaram a prisão.

Junto com a bike, ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Campo Largo (PR), para o registro do crime de furto. Com isso, ele pode pegar uma pena de até quatro anos.

LEIA TAMBÉM

BIKES RASTREADAS

Em nota, a holding Glow, responsável pelas marcas Grin e Yellow, informou que monitora todos os seus equipamentos e encaminha para a oficina aqueles que precisam de eventuais reparos.

A empresa lembra que as bicicletas foram desenvolvidas com peças exclusivas, que não se adaptam a outros modelos. Além disso, todas as bicicletas e patinetes Grow são rastreados por sistema GPS – o que já levou à recuperação dos equipamentos e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos, segundo a empresa.

A Glow também conta com uma equipe de rua, destinada ao monitoramento e organização das operações, mantém contato frequente com autoridades e também recebe denúncias feitas pelos próprios usuários.

Previous ArticleNext Article