Caso Daniel: Edison Brittes é transferido de prisão no Paraná

CBN Curitiba

edison brittes, prisão preventiva, tornozeleira eletrônica, justiça, caso daniel, claudio dalledone júnior, juninho riqueza

O comerciante Edison Brittes, assassino confesso do jogador Daniel Corrêa Freitas, foi transferido da Casa de Custódia, em Araucária, para a Penitenciária Central do Estado, em Piraquara, na última sexta-feira (3), de acordo com o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).

Conforme o Depen, a transferência ocorreu porque o departamento está remanejando os presos dentro de uma nova política, em que cada unidade vai abrigar um perfil de detento. Outros presos também foram transferidos.

Segundo o Depen, a Casa de Custódia vai abrigar apenas presos que cometeram crimes contra mulheres.

Por meio de nota, a defesa técnica de Édison Brittes Júnior informou que ainda não foi comunicada pelos órgãos competentes sobre a suposta transferência.

O caso

Daniel foi assassinado no dia 27 de outubro do ano passado, após participar de uma festa de aniversário de Allana Brittes, filha de Edison. A comemoração começou em uma casa noturna e terminou na casa da família Brittes.

Sete pessoas são rés no processo que investiga o crime. Seis estão presos desde novembro. Apenas Evellyn Perusso responde o processo em liberdade.

Previous ArticleNext Article