Greca recua e desiste de fechar UPA no Pinheirinho

Durou menos de uma semana a decisão da prefeitura de fechar a UPA do Pinheirinho. O fechamento havia sido anunciado na ú..

Metro Jornal Curitiba - 25 de outubro de 2018, 08:18

Foto: Divulgação Prefeitura
Foto: Divulgação Prefeitura

Durou menos de uma semana a decisão da prefeitura de fechar a UPA do Pinheirinho. O fechamento havia sido anunciado na última sexta, mas ontem o prefeito Rafael Greca (PMN) recuou.

“Hoje (ontem) de manhã, depois das minhas orações, decidi que não vou mais fechar a UPA do Pinheirinho. Porque eu sou o Rafael que abre as UPAs, não sou o que fecha, não é da minha natureza fechar serviços. Minha natureza é abrir serviços”, disse, em frente à unidade.

“A ideia é de que o verdadeiro líder vai atras do seu povo. É uma correção de rumo, no sentido de nós arrumarmos esse imóvel, dar a ele a cara do Rafael Greca, que é cara de Curitiba – que é um povo que gosta de tudo muito limpinho, arrumadinho, funcionando direitinho”, completou.

O Sismuc (Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba) organizou um protesto terça-feira contra o fechamento. Vereadores, mesmo os da base, também criticaram a medida – ontem o prefeito citou Maria Letícia (PV) e Tico Kuzma (Pros).

O prefeito alertou, no entanto, que em breve poderão faltar vagas de psiquiatria na cidade. A prefeitura queria abrir, no imóvel da UPA, um centro para emergências mentais. “A presidente da Comissão de Saúde da Câmara (Maria Letícia) tem que saber que não haverá vagas para doentes mentais disponíveis em Curitiba. Pode acontecer de nós não termos leitos. Pode haver uma situação de desumanidade em Curitiba”, falou.

Segundo Greca, em breve será fechada a clínica psiquiátrica Dr. Helio Rotenberg (o antigo Pinel). O médico morreu em 2012 e a família não deseja manter o hospital funcionando.

Para suprir as vagas, a prefeitura trabalha para abrir um novo centro, que já foi até batizado de “Casa São Bento” pelo prefeito. A unidade especializada, no entanto, ainda está sem sede definida e sem prazo para sair do papel. “Confio que todos que trabalharam para que a UPA Pinheirinho não fechasse nos sugiram novas soluções”, disse Greca.

Interrupção

Agora a UPA do Pinheirinho será fechada por menos de um mês (a partir de 4 de novembro) para melhorias. A previsão de reabertura é 1º de dezembro.