Prefeitura de Curitiba corre para aprovar aumento dos servidores

Metro Jornal Curitiba

A Câmara terá uma semana decisiva para aprovar o projeto de lei da prefeitura dando aumento de 3% para os servidores municipais. O objetivo do Executivo é votar o texto ainda neste mês, para que o índice seja aplicado já na folha salarial de novembro.

A aprovação, além de fechar a negociação com os sindicatos, minimizando o risco de protestos, fixa em definitivo a data-base para o mês de outubro. A mudança é criticada pelos sindicalistas, que dizem que o objetivo é evitar protestos em anos eleitorais.

Nestes anos a lei eleitoral proíbe reajustes acima da inflação desde 180 dias antes das eleições. Assim, uma data-base em outubro enfraquece o movimento sindical desde abril – já que o aumento salarial não seria mesmo possível.

O texto da prefeitura ainda cria “janelas de negociação”, determinando que só no mês de setembro serão recebidas propostas de reajuste de servidores. No último encontro das partes, no começo do mês, o executivo aceitou discutir o calendário, mas recusou mexer no índice de 3%. Os servidores pedem 9,48%.


Tramitação

O projeto de lei foi aprovado na semana passada na CCJ da Câmara, e agora terá que passar pelas comissões de Economia e Serviço Público, antes de ir a plenário. O impacto orçamentário será de R$ 18,9 milhões em novembro e dezembro, e de R$ 102 milhões em 2019.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook