Saúde intensifica ações no Litoral contra a febre amarela

Com a confirmação da presença do vírus da febre amarela no Litoral do Paraná, em macacos encontrados mortos nesta semana..

Redação - 27 de janeiro de 2019, 09:03

Foto: ANPr
Foto: ANPr

Com a confirmação da presença do vírus da febre amarela no Litoral do Paraná, em macacos encontrados mortos nesta semana, a Secretaria de Estado da Saúde reforçou as ações na área neste sábado (26).

Profissionais, insumos e materiais de comunicação foram enviados para reforçar o combate à doença em Antonina e uma reunião técnica foi realizada em Matinhos para avaliar ações imediatas e traçar estratégias.

O vírus da febre amarela foi confirmado em dois macacos mortos encontrados em Antonina com os resultados dos exames laboratoriais divulgados na sexta-feira(25). Embora ainda não haja casos confirmados em humanos, o governo trabalha em ações preventivas.

Equipes foram deslocadas para as regiões de maior risco para ajudar na vacinação, junto com insumos e vacinas.

As ações são urgentes porque a vacina, que é a forma mais eficiente de evitar a doença, demora 10 dias para entrar em ação e proteger quem é vacinado.

Mais de 2 mil pessoas já foram vacinadas. Neste sábado, com o reforço, mais 1.657 pessoas receberam o medicamento.