Suspeita que escreveu ‘prenda-me se for capaz’ no Facebook é detida no Litoral

Francielly Azevedo - CBN Curitiba

Uma mulher, de 31 anos, foi presa nesta quarta-feira (13), em Pontal do Paraná, no litoral do estado, suspeita de estelionato e supressão de documentos. Em seu perfil na rede social, a investigada fez uma postagem com uma “selfie” em que escreveu de legenda: “Prenda-me se for capaz”.

De acordo com a delegada Ellen Victer Martins, o post foi um afronta às vítimas e à administração da justiça. “Bastante debochada, na verdade. Na rede social, ela postou com a legenda ‘prenda-me se for capaz’, um deboche com a Polícia Civil, com a instituições da polícia, Justiça e, principalmente, as vítimas”.

Com um perfil falso, a mulher oferecia na internet vagas de emprego fácil com salário acima do mercado. Após fisgar as vítimas, ela solicitava valores que variavam de R$ 100 a R$ 800 para compra de apostilas de curso de formação, além da Carteira de Trabalho. O curso nunca aconteceu e os empregos não existiam.

“Ela estava anunciando nas redes sociais uma vaga de emprego e as pessoas, vítimas, acreditando nela. Procuraram por ela na rede social e ela solicitou que entregassem para ela a carteira nacional de trabalho e uma certa quantia em dinheiro que ela ia usar para adquirir apostilas para um suposto curso de formação”, conta.


Segundo a delegada, foi combinada uma data para o encontro com a mulher e os demais contratados, porém, no dia, ela não apareceu.

Ao todo, 23 vítimas foram identificadas. Segundo a delegada, a mulher disse que se permanecer presa vai continuar atualizando as redes sociais. “Ela deu risada e ainda disse que, se ela for presa e ficar presa, dentro da penitenciária, ela vai conseguir um celular e fazer postagens lá de dentro”.

A mulher deve responder por estelionato e supressão de documentos.

Post anteriorPróximo post