Copel e Sanepar vão bancar restauro de igreja em Prudentópolis

Metro Jornal Curitiba

A Igreja de São Josafat é tombada pelo Patrimônio artístico e cultural do Paraná desde 1979.

Tombada pelo Patrimônio artístico e cultural do Paraná desde 1979, a Igreja de São Josafat, em Prudentópolis, vai receber R$ 2 milhões da Copel e Sanepar para seu restauro.

O anúncio foi feito pela governadora Cida Borghetti (PP) no último domingo, quando visitou o local com outros políticos e a comunidade religiosa. “Como ela é tombada e o valor do restauro é muito alto, dificilmente a comunidade ucraniana iria levantar este valor. O dinheiro da Copel e da Sanepar, pela Lei Rouanet, vai contribuir com mais da metade da restauração necessária”, declarou o prefeito Adelmo Klosowski (PSDB).

Segundo ele, o município contratou uma empresa para fazer o projeto do restauro da igreja e o dinheiro das estatais será usado para as melhorias na estrutura. Para uma segunda etapa, que compreende o restauro do interior, será buscado o apoio de novas empresas.

Construída em estilo bizantino na década de 20, a igreja de São Josafat é considerada a matriz das igrejas ucranianas do Brasil.

Na própria Prudentópolis, que recebeu milhares de famílias imigrantes ucranianas entre o fim do século XIX e a década de 20, existem dezenas de outras paróquias católicas orientais, até hoje preservadas pelos descendentes – que formam a maioria da população de aproximadamente 50 mil habitantes.

O interior de São Josafat é dividido segundo o estilo bizantino-ucraniano: o vestíbulo, lugar onde nas antigas igrejas ficavam os não professores e pagãos; a nave ou corpo principal da igreja onde todos os cristãos se reúnem; e o sacrário ou santuário, onde fica o altar mor, as relíquias e a cátedra.

Lá está um conjunto de artes sacras, com destaque para o famoso Ikonostas, que é a coleção de ícones de madeira representando a vida de Nossa Senhora e dos apóstolos.

Outro destaque vai para o púlpito, que representa a barca de São Pedro, com sua rede de pesca, peixes em madeira, além de velas, mastro e cordas nas cores da Ucrânia.

História

Construída entre os anos de 1922 e 1928, a Matriz de São Josafat foi esforço dos primeiros padres Basilianos vindos para o Brasil. Tem 38 metros de comprimento, 28 de largura e 30 de altura.

A igreja possui 4 abóbadas, representando cada uma os braços da cruz, e uma central, bem maior, cobrindo a nave da igreja.

Previous ArticleNext Article