Por determinação do TJ, ‘Doutor Faz-Tudo’ é solto poucas horas após ser detido

Juliana Goss - BandNews FM Curitiba


O médico conhecido como “doutor faz-tudo” não ficou nem um dia preso. Ele foi detido no início da manhã de sábado (26) em Campina da Lagoa, na região centro oeste do Paraná, e liberado à noite por ser beneficiado por um habeas corpus aceito pelo juiz substituto, Rogério Ribas, do Tribunal de Justiça do Paraná.

A defesa do médico Paulo Marcelino Andreolli Gonçalves justificou o pedido alegando que o profissional já cumpre pena em regime semiaberto e que não existe nenhuma pendência judicial. O médico é acusado de fazer cirurgias de várias especialidades sem o preparo ideal para os procedimentos, na região de Guaíra, no interior do Estado.

Pelo menos 33 pessoas tiveram complicações graves depois de operações feitas por ele. Três pacientes morreram. O “doutor faz-tudo” aparece como alvo em 92 processos no TJ-PR.

Além de médico, ele é ex-prefeito de Campina da Lagoa, na região centro-oeste do Paraná. Dezenas das ações contra ele são por danos ao erário ou atos de improbidade administrativa. Ele respondeu ou ainda responde a nove ações por erro médico, entre 2006 e 2018. Marcelino foi afastado e com isso, Odilon Andreoli Gonçalves, irmão dele, passou a atender a população.

De acordo com a Prefeitura, a falta de profissionais na cidade fez com que o irmão dele assumisse o cargo. Odilon Andreoli Gonçalves, no entanto, também tem complicações com a justiça e deve ser substituído por outro profissional nas próximas semanas.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="589549" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]