Família de youtuber assassinada inaugura ONG em sua homenagem

Quase quatro meses depois da morte da youtuber Isabelly Cristine Santos, a família da adolescente se prepara para inaugu..

BandNews FM Curitiba - 05 de junho de 2018, 10:01

Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

Quase quatro meses depois da morte da youtuber Isabelly Cristine Santos, a família da adolescente se prepara para inaugurar uma ONG de proteção aos cães de rua, em Paranaguá, no litoral do estado.

A inauguração do Instituto Isabelly Cristine está prevista para o dia 10 de junho, data em que, se estivesse viva, Isabelly completaria 15 anos de idade.

A mãe da adolescente, Rosania Domingos Santos, diz que a filha amava os animais. Segundo ela, o dia foi escolhido para homenagear a menina. "Ela não vai poder comemorar esses 15 anos dela. Como sempre lutei por ela, consegui fazer com que seja no dia 10 de junho, a ONG dela, como se fosse um renascimento", conta. "É a continuidade do sonho dela".

No dia 14 de fevereiro deste ano, Isabelly voltava para casa de carro com a mãe e outras duas pessoas quando o ocupante de outro veículo atirou contra eles, depois uma suposta briga de trânsito. A jovem foi atingida por um tiro e chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital.

A mãe disse que não consegue esquecer o dia em que tudo aconteceu e que a dor de ter perdido a filha a acompanha em todos os momentos. "É muito difícil acordar e não ver ela em casa, sorrindo feliz. É uma dor tão doída que tem hora que dá vontade de sair gritando", diz.

Rosania diz que a filha era uma menina alegre, cheia de amigos e inteligente, queria ser jornalista, mas teve os sonhos interrompidos.

Na época do crime, dois suspeitos do crime foram presos, os irmãos Cleverson e Éverton Vargas. Para a Rosania, o que resta agora é a saudade e o desejo de lutar por justiça. "É a coisa que mais quero, que eles vão a júri popular", afirma. "Nada justifica o que fizeram com minha menina".

Os irmãos Cleverson e Éverton Vargas, acusados do crime, devem passar por uma audiência em Pontal do Paraná no dia 10 de julho.