Ladrões furtam fiação e deixam telefone do Samu fora do ar em Maringá

Metro Jornal Maringá

Ladrões furtaram 80 metros da fiação no Hospital Municipal e comprometeram atendimento.

A central de atendimento telefônico do Corpo de Bombeiros (193) segue concentrando também as chamadas e emergência médica de Maringá e mais 30 cidades do norte do Paraná.

Isso porque o telefone do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o 192, segue fora do ar desde a última sexta-feira e não tem previsão de ser restabelecido.

A interrupção ocorreu depois que ladrões furtaram aproximadamente 80 metros de fios elétricos de cobre da rede subterrânea da sede regional do Samu em Maringá. O furto teria ocorrido por volta das 3h de sexta, mas só foi descoberto na manhã de sábado.

Diretor do Samu, Maurício Lemes, afirma que a integração entre o atendimento do Samu e do Corpo de Bombeiros foi estabelecida em menos de 6 horas. Lemes ainda destaca que o furto da fiação poderia ter trazido mais consequências, já que os fios de energia do Hospital Municipal e da UPA da Zona Sul também passam pelo local.

O diretor acrescenta que ainda hoje deve ter um posicionamento sobre a retomada da central telefônica.

Previous ArticleNext Article