CRM retira indicativo de interdição da Maternidade Victor Ferreira do Amaral

Karina Bernardi - CBN Curitiba


O Conselho Regional de Medicina (CRM) retirou, nesta terça-feira (19), o indicativo de interdição ética da Maternidade Victor Ferreira do Amaral, em Curitiba, após uma fiscalização feita no dia 14 de fevereiro, que constatou que problemas estruturais e referentes ao pessoal e escalas de médicos tinham sido resolvidos pela administração.

A maternidade, que faz parte do Complexo Hospital de Clínicas, da Universidade Federal do Paraná, recebeu o primeiro indicativo de interdição do CRM em junho do ano passado. Entre os problemas detectados estavam a carência de recursos humanos para suprir escalas de trabalho e inexistência de neonatologia para prestar cuidados de modo contínuo. A instituição recebeu prazo de 90 dias para solucionar as irregularidades.

Em outubro, em uma nova fiscalização, foi constatado que as condições tinham melhorado, mas ainda faltavam anestesistas, obstetras e pediatras para atender a demanda e o prazo foi estendido por mais 120 dias.

Previous ArticleNext Article