Operação do Exército fiscaliza empresas e proprietários de armas

BandNews FM Curitiba

O objetivo é evitar o desvio de armamento e munição para atividades criminosas ou irregulares.

Mais de três mil empresas e 21 mil proprietários de armas no Paraná e em Santa Catarina terão a atividade fiscalizada pelo Exército Brasileiro durante a operação Alta Pressão, que começa nesta terça-feira (19).

O objetivo é evitar o desvio de armamento e munição, para finalidades criminosas ou irregulares. Colecionadores, atiradores e caçadores são os alvos da vistoria. É o que relata o chefe do serviço de Fiscalização de Produtos Controlados, tenente-coronel Paulo Roberto Aguiar da Costa.

“São feitos cruzamentos de informações, levantamentos diversos, envolvendo diversos órgãos de segurança pública. Aí chegamos às empresas que já apresentaram algum tipo de problema, estão sendo investigadas ou estão passaram por apurações em razão de irregularidades anteriores”, explica.

Segundo o tenente-coronel, são alvos empresas registradas no Exército, geralmente lojas de armas e munições, tanto em capitais, como Curitiba e Florianópolis, quanto no interior dos dois estados.


A operação acontece simultaneamente nos demais estados brasileiros. Na última edição, foram apreendidas mais de 25 mil munições, 51 armas e quatro lunetas de uso restrito, além de 1,3 kg de pólvora. Vinte e duas empresas foram autuadas por irregularidades administrativas relacionadas aos produtos vistoriados.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook