Voluntários se mobilizam para ajudar família que perdeu casa em incêndio

Mariana Ohde


Um grupo de voluntários está arrecadando doações para ajudar uma família de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, que, há duas semanas, perdeu tudo em um incêndio. Na casa destruída pelo fogo, moravam Roseli Cabena, o marido e três filhos. Após o incêndio, eles se mudaram para a casa de uma filha, que já é casada e mora no mesmo terreno.

A casa da família Cabena era simples, tinha cerca de 60 m². Os pais trabalhavam para ampliar a construção e poder abrigar outros cinco filhos que, atualmente, moram em um abrigo. As crianças foram afastadas pelo Conselho Tutelar, temporariamente, por causa da falta de infraestrutura na casa dos pais.

“Eles não tinham condições de atender todas as crianças ali, por conta do espaço físico”, conta Dovirge Clemente, diretora da Escola Castro Alves, que fica nas proximidades. A diretora é uma das pessoas mobilizadas para ajudar a família. Na escola, estuda um dos filhos, de 14 anos, que voltou no início do ano do abrigo para a casa dos pais.

“As crianças são afastadas pelos assistentes sociais e Conselho Tutelar temporariamente, para a família poder se organizar, trabalhar. Enquanto os pequenos não estão lá, a mãe também pode trabalhar, para deixar a casa mais acolhedora para receber essas crianças. Durante todo esse processo, acontece esse incêndio”, lamenta Dovirge. “Eles estavam arrumando a casa, estavam ajeitando as coisas, para ver quais filhos poderiam voltar”.

O incêndio foi causado por um curto-circuito. “Eles mesmos constroem, então, fazem as ligações sem orientação técnica, eles fazem como acham que tem que ser”, conta Dovirge.

Ao saber o que tinha acontecido, a diretora procurou um grupo de voluntários que conheceu no ano passado, quando eles organizaram uma festa de final de ano na escola. “A gente criou esse canal de comunicação e, sempre que eles precisam de alguma coisa, ela pede ajuda para a gente”, conta Jaqueline Cancela, uma das voluntárias. “Quando aconteceu isso, a diretora mandou para a gente no grupo”.

Os voluntários começaram uma campanha nas redes sociais e conseguiram atender algumas das necessidades da família. “A gente já fez uma primeira doação de roupas, cobertores, alguns utensílios, a gente conseguiu colchões e fogão”, conta. Os voluntários também receberam algumas doações em dinheiro.

Agora, para que a família possa reconstruir a casa, eles precisam de outros itens. “Agora estamos focando na doação de material de construção ou em dinheiro, para a gente dar a eles o necessário para construir a casa”, afirma Jaqueline.

Os próprios voluntários podem buscar algumas doações. Outras, eles pedem que sejam levadas até a escola ou até a casa da família – no caso de tijolos, por exemplo, cuja entrega pode ser agendada no endereço, no momento da compra na loja. É possível, também, fazer depósitos bancários, no caso das doações em dinheiro.

Para doar, basta entrar em contato com os voluntários pelos telefones (41) 99900-3799 ou (41) 99912-5135.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="549679" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]