Operação apura irregularidades em clínicas psiquiátricas de Londrina

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) deflagrou, nesta terça-feira (12), a Operação Hipócrates com o objetivo de apurar..

Redação - 12 de fevereiro de 2019, 15:29

Foto: ANPr
Foto: ANPr

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) deflagrou, nesta terça-feira (12), a Operação Hipócrates com o objetivo de apurar irregularidades em duas clínicas psiquiátricas de Londrina, no Norte do Paraná.

O trabalho foi conduzido pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pela 24ª Promotoria de Justiça da comarca, que tem atribuição na área da saúde pública.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão e dois mandados de medidas cautelares contra os diretoras das clínicas (proibição de frequentar e acessar o prédio da clínica, proibição de contato com funcionários, ex-funcionários e pacientes da clínica e também suspensão do exercício da atividade econômica junto às clínicas investigadas).

Segundo o MP-PR, são investigadas práticas de falsidades ideológica e material em prontuários médicos e outros documentos, em prejuízo do Sistema Único de Saúde (SUS). Também são apuradas denúncias de irregularidades sanitárias nas unidades de saúde.

A Operação contou com a participação de integrantes do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção à Saúde Pública (órgão do MPPR), do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Inteligência da Polícia Militar, da Vigilância Sanitária Municipal de Londrina e dos Conselhos Regionais de Enfermagem e Psicologia.